Criança

10 ganhadores do prêmio Jabuti de livros infantis

Esses livros conquistaram crianças e o prêmio mais importante de literatura infantil no Brasil

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Não tem nada mais gostoso do que ler para uma criança e ver a expressão de felicidade a cada história. Para ajudar a aumentar a sua biblioteca e deixar o seu filho ainda mais feliz, listamos 10 livros infantis que ganharam o Prêmio Jabuti na última década.

Bichos que existem & bichos que não existem, de Arthur Netrovski, da Editora Cosac Naify, ganhador do prêmio em 2003. O livro foi inspirado nas obras poéticas do francês Francis Ponge. O autor mistura mitos gregos com elementos do folclore brasileiro para apresentar os diferentes bichos que fazem parte do mundo.

Anúncio

FECHAR

Fábulas do amor distante, de Marco Túlio Costa, da Editora Record, ganhador do prêmio de 2004. O livro conta a história de duas sombras que foram flechadas por um cupido vesgo e atrapalhado, em um baile de carnaval. E depois dessa trapalhada, as sombras precisam manter os seus donos juntos a qualquer custo para que eles se apaixonem.

Muito Capeta, de Angela Lago, da Editora Cia das Letras, ganhador do prêemio de 2005. Maria Valsa é uma menina que adora dançar e, sem querer, acaba escolhendo o par errado na festa e deixando o par encantado por ela.

Um garoto chamado Roberto, de Gabriel Pensador, da Editora Hip Hop Brasil, ganhador do prêmio de 2006. O primeiro livro do cantor, conta a história de um garoto chamado Roberto que morava em uma vila sem água e gás, mas não se importava com isso, pois brincava nas águas do velho rio e subia na jabuticabeira do bairro. Mas toda essa história muda quando o menino descobre que tem algo de diferente e precisa aprender a lidar com isso.

Lampião&Lancelote, de  Fernando Vilela, da Editora Cosac Naify, ganhador do prêmio de 2007. O livro conta o estranho encontro do cangaceiro mais famoso do nordeste, Lampião, com um dos cavaleiros medievais da Távola Redonda do Rei Arthur, e as batalhas que esses dois travam durante toda a história.

Sei por ouvir dizer, de Bartolomeu Campos de Queiroz, da Ed Edelba, ganhador do prêmio de 2008. Que tal ter 3 pares de óculos: um para perto, um para ver de longe e o último para encontrar os outros dois? Esses óculos surpreendentes, que mostram o passado, o presente e o futuro trazem uma reflexão divertida para aqueles que os usam.

A invenção do Mundo pelo Deus Curumim, de Braulio Tavares, da Editora 34, ganhador do prêmio de 2009. O autor usa contos indígenas e fábulas misteriosas para explicar a criação do mundo como o conhecemos hoje em dia.

Os herdeiros do Lobo, de  Nelson Cruz, da Editora SM, ganhador do prêmio de 2010. O narrador da história relembra as origens da família através do seu avô materno, um imigrante italiano que adorava contar casos fantasiosos. Em um desses contos, o garoto descobre a família do seu  Amarante Lobo, um ser estranho que foi recebido pela sociedade.

OBAX, de  André Neves, da Brinque-book com a editora de livros Ltda, ganhador do prêmio de 2011. A história se passa na África e foi inspirada no livro African canvas, the art of west african women e nas fotos da Margaret Courney-Clarke.

Benjamin: Poemas com desenhos e música, de Biogio D´Angelo, da Editora Melhoramentos, ganhador do prêmio de 2012. O protagonista Benjamim é uma criança que está vivenciando alegrias e descobertas da infância, e que aproveita para narrar essas experiências com a sensibilidade da poesia, desenho e música.