Brincar é coisa séria

“O desafio é brincar com os avós”: veja tudo que rolou durante o evento na Ri Happy!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&FIlhos ao lado de Pat Camargo e Patrícia Marinho do Tempo Junto - Divulgação
Divulgação
Ri Happy

Publicado em 01/08/2023, às 13h25 por Fernanda de Andrade, filha de Débora e Marcos


Na última sexta-feira, dia 28 de julho, a Pais&Filhos e Ri Happy se uniram para um evento que uniu avós, pais e netos em uma manhã cheia de brincadeiras. O evento aconteceu no escritório da marca, em São Paulo, e começou com um bate-papo transmitido ao vivo nas redes sociais, chamado “O desafio é brincar com os avós”. Ele contou com a mediação da editora-executiva da Pais&Filhos, Andressa Simonini, que levou a avó Silvia, e a Patrícia Marinho, e Pat Camargo, ambas do Tempo Junto!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&FIlhos ao lado de Pat Camargo e Patrícia Marinho do Tempo Junto (Foto: Divulgação)

A conversa começou com dados super interessantes sobre os avós, apresentados por Andressa:

  • Netos que são criados ou convivem bastante com os avós crescem mais felizes (Fonte: Estudo da Universidade de Oxford coordenado por Ann Buchannan, 2008)
  • 82% dos avós dão apoio emocional aos netos durante a criação (Fonte: “Envelhecer com novidade: A influência dos avós na geração Alpha”, feita pelo C. Lab, laboratório interno de pesquisa da Nestlé Brasil, e em parceria com a Play Pesquisa e Conteúdo Inteligente, 2020)
  • 8 em cada 10 avós se sentem rejuvenescidos ao passar tempo com os netos (Fonte: Booking.com, 2020)
As famílias aproveitaram o bate-papo antes de seguirem para as brincadeiras (Foto: Divulgação)

Durante o bate-papo, Patrícia Marinho contou o quanto a relação com os avós são benéficas para as crianças, e até mesmo atua como uma rede de apoio para os pais: “É uma liberdade poder contar com os avós, eles já têm experiência com as crianças”. Já Pat Camargo falou sobre o encantamento da brincadeira, e o quanto ela reflete as crianças: “Brincar com o seu filho é importante, mas assistir ele brincando é tanto quanto”.

Rir e brincar é só começar!

Depois da conversa, chegou a hora das brincadeiras! O aquecimento para os desafios foi o Jogo da estátua de argila. Para brincar é fácil: Uma pessoa escolhe mais duas crianças e um adulto para serem os escultores. Também escolhe o tema da escultura a partir de três sugestões: Circo / Fazendinha / Cozinha. O grupo terá 1 minuto para “esculpir” os demais e formar uma cena que ilustre o tema escolhido. Em seguida, chegou a hora dos desafios:

O Tempo Junto preparou uma atividade de aquecimento das brincadeiras (Foto: Divulgação)
  • Desafio do tapete

Material: Um tecido grande, que caibam todas as pessoas. Pode ser o tecido do jogo Twister ou um tapete. Todos jogam juntos, numa grande equipe. Começam com todos sobre o tapete. O desafio é desvirar o tapete, sem que ninguém pise fora dele.

O primeiro jogo foi o Desafio do tapete (Foto: Divulgação)
  • Desafio do equilibrista

Material: um triângulo desenhado ou marcado de alguma forma no chão. A base do triângulo deve ter 2 metros. A altura do triângulo deve ter de 5 a 8 metros. Todos começam na ponta do triângulo. Em duplas, eles devem percorrer toda a linha do triângulo, sem pisar fora e mantendo contato um com o outro, durante todo o trajeto, até chegar na base do triângulo. Se houver crianças abaixo de 5 anos, é possível fazer um trio.

As famílias fizeram de tudo para ganhar o desafio do equilibrista! (Foto: Divulgação)
  • Desafio do Quebra-cabeça silencioso

Material: dois quebra-cabeças iguais com peças entre 15 e 48 peças. (quanto mais peças, mais longa a brincadeira). A equipe toda é dividida em 2. Os dois quebra-cabeças são embaralhados e as peças distribuídas entre as duas equipes em quantidades iguais. O desafio é montar os dois quebra-cabeças. Cada equipe precisa montar o seu para que todos vençam. Regra específica deste desafio: é proibido falar. É proibido pedir uma peça para a outra equipe.

Todo mundo se ajudou no Desafio do Quebra-Cabeça (Foto: Divulgação)

Para encerrar o dia com chave de ouro, Pat Camargo parabenizou todas as famílias presentes por terem se jogado na brincadeira. Criança pode e deve brincar, mas os adultos não precisam perder toda essa magia quando crescem. Muito mais do que acompanhar as crianças, os pais e avós devem se permitir reviver tudo isso. Pat deixou uma lição valiosa: “Não tenha vergonha de brincar, se soltar e se divertir!”.


Leia também

Imagem Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Bebês

Nomes femininos raros: veja opções chiques e únicas para meninas

Pai de Davi - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Pai de Davi não concorda com posição do filho e decide ir morar com Mani

Imagem Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Família

Pai de Henry Borel comemora nascimento de filha três anos após tragédia

Se você procura um nome de menina, aqui estão 180 ideias diferentes - Pexels/Moose Photos

Bebês

180 nomes femininos diferentes: ideias de A a Z para você chamar a sua filha

Virginia Fonseca - (Foto: Reprodução/Instagram)

Família

Virginia Fonseca toma atitude após Maria Alice empurrar Maria Flor: “Dói mais na gente”

De A a Z: confira os nomes femininos americanos para te inspirar - Getty Images

Bebês

Nomes americanos femininos: mais de 1000 opções diferentes para você se inspirar

Copo Stanley - Divulgação

Super desconto

App Day Amazon: os famosos copos térmicos da Stanley com até 55% de desconto

Isabella Fiorentino explica o motivo de não mostrar o rosto do filhos - Reprodução/ Instagram

Família

Isabella Fiorentino explica o motivo de não mostrar o rosto dos filhos em fotos nas redes sociais