Colunistas

Qual o problema de a mãe trabalhar fora?

Ter uma profissão, trabalhar fora de casa e dividir o tempo entre o trabalho e a família não faz de mulher alguma uma má mãe

Eu vejo muito mimimi das mães que trabalham fora. E, realmente, não consigo ver problema nisso. As minhas amigas, na maioria, tiveram filhos empregadas, tiraram licença-maternidade, voltaram às funções corporativas, e as crianças estão bem, obrigada.

Eu mesma sempre tive pais que trabalhavam fora. Tá certo que era em Salvador, que eles almoçavam em casa, e que o esquema de trabalho não era tão insano. Mas cresci com essa referência e, em momento algum, pensei em largar a minha profissão por conta de filho.

Tem mãe que já sai de casa postando reclamações nas redes sociais. É o trânsito, o horário, o sono, o chefe. Como diz uma grande amiga minha: don’t feel special, baby! Esse mérito não é só seu! Todo mundo pega trânsito, tem chefe chato, tem horário a cumprir.

Anúncio

FECHAR

Não queimou o sutiã? Agora aguenta, gata!

Mas o trabalho tem que fazer bem. Tem que ser prazeroso. E sem culpa. Eu penso assim e é por isso que saio de casa feliz, deixo as crianças na escola sem culpa, me entrego ao trabalho por inteiro. Se não tá legal, se não tá fluindo, talvez seja mesmo hora de rever a vida profissional e tentar conciliar com a vitória da doméstica.

Há uns dias eu fiz um trabalho para a Pais&Filhos Moda. Editamos e fechamos a edição de alto verão, que logo chega às bancas – e que está linda! Foi uma semana intensa. Chegando em casa de madrugada, mal vendo as crianças, dando boa noite pro marido via WhatsApp, cansada. Mas sabe como? REALIZADA. Porque eu estava fazendo algo que me deixa extremamente feliz.

Sim, família é tudo. Mas existe vida fora isso e é legal achar o que te faz feliz e se sentir completa.

A médica que faz parto na madrugada,

A empregada doméstica que deixa os filhos dormindo e sai antes do amanhecer,

A jornalista que fecha revista até tarde da noite,

A cantora que viaja nos fins de semana,

A aeromoça que passa dois, três dias fora de casa…

Nenhuma é menos mãe que você, “mãe em tempo integral”!

Ela só divide (bem) o tempo com tudo que a faz feliz. E isso inclui o trabalho.

Mães donas de casa têm seus méritos e suas funções, e também não são menos mães porque não trabalham fora.

É tudo uma questão de escolha. E, às vezes, de algumas renúncias. Porque a vida é assim! 

Pais&Filhos TV