Colunistas

14 dicas de namoro que toda mãe deve saber

Mães separadas, solteiras ou divorciadas tem mania de pensar que nunca mais encontrarão ninguém. Porém, não é bem assim. Existe sim, a possibilidade de namoro para mães. Basta ficar de olho nas dicas abaixo.

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Namoro para mães separadas, divorciadas ou solteiras não precisa ser um milagre ou algo difícil de acontecer. Muito pelo contrário… Nunca pense que por você ter um filho, você nunca mais encontrará um parceiro ou alguém bom para dividir sua vida. Aliás, as chances disso acontecer são até melhores. Afinal, já estamos mais maduras, já crescemos muito com a experiência anterior e por isso, já sabemos exatamente o que queremos e o que não queremos. Veja abaixo algumas dicas que irão ajudá-la nessa nova fase da sua vida.

1.Se Dê o Valor

Ter um filho, não é algo contra você. Essa é a primeira coisa que uma mulher precisa entender, na hora de decidir se relacionar novamente. Normalmente, as mulheres pensam que ter um filho é um defeito. O qual impedirá qualquer relacionamento com alguém novo. Só que não é bem assim… Para mim, uma mãe, é uma mulher mais madura, que já sabe o que quer, decidida e mais forte. Qualidades a serem admiradas. Fora que a pessoa que está com você, já pode ver que você será uma ótima mãe, que para mim é só uma qualidade a mais.

Anúncio

FECHAR

Então, pare de pensar que você não vale a pena, e veja exatamente o oposto. Por que essa, é a verdade. Afinal, se você não acreditar nisso por que outra pessoa acreditaria?

2.Selecione Mais 

Saiba o que você quer. Ter um relacionamento depois de ter filhos, para mim, é melhor. Já que você tende a escolher com mais afinco quem vai entrar na sua vida. Afinal, esse alguém, também entrará na vida do seu filho. Uma pessoa que só quer ter uma noite com você, deixa de ser uma opção interessante, como também deixa de interessar uma pessoa irresponsável, fútil ou vazia. Não fique com medo de escolher melhor. Nem você, nem seu filho, precisam passar por outra experiência negativa. Por isso, deixe bem claro tudo o que você não quer, já no começo e saiba que você vale a pena sim.

3.Tenha Paciência 

Não adianta decidir em uma sexta feira a noite que quer voltar a namorar e esperar ter um relacionamento na segunda. Achar um homem que valha a pena e que seja bom o suficiente para entrar na sua vida e na do seu filho, não é tão rápido assim… Por isso, tenha paciência e escolha com cuidado. É melhor conhecer seu pretendente direto e ser mais seletiva, do que entrar em uma fria, não é mesmo?

4.Seja Realista

O príncipe encantado não existe! Isso infelizmente, é criação da Disney, por isso seja realista. Se você for esperar achar um homem, lindo, fiel, rico, sensível, que ama seu filho e que seja brilhante. Desculpe, mas você vai esperar para sempre, a não ser que você seja perfeita também… Nesse caso vocês dois se merecem e tenho certeza que ambos são Deuses imortais que moram no Olimpo. Então, voltando ao mundo real, pense nas características que você mas quer em alguém, e busque por elas. No meu caso: eu sempre quis alguém que fosse tivesse bom caracter, fosse fiel, me ajudasse, me fizesse sentir segura, fosse inteligente e amasse meu filho.

5.Não Faça Com Que Ele Seja Pai 

A primeira coisa que você deve lembrar é: ele não é o pai do seu filho. Por isso, nunca jogue nele responsabilidades como se ele fosse pai. O bom de ter um namorado, é que tudo que ele fizer com seu filho ou para ele, é por vontade própria, por prazer e não por obrigação.

Então, lembre-se não é obrigação dele comparecer ao seu futebol, não é obrigação dele pagar as contas do bebê e não é obrigação dele ou do seu filho de ter um relacionamento de pai e filho. Não cobre isso deles. O que ambos precisam ter um com o outro: é respeito. Disso, você nunca deve abrir mão, por nenhum momento sequer.

6.Respeite seu Espaço e o Tempo Dele 

Todo relacionamento e desenvolvimento de vínculo tem seu tempo. Respeite o tempo dos dois. Já falo agora, que não será algo do dia para noite. Mas com o tempo, seu namorado tende a criar um vínculo com seu filho e cada vez mais, fazer coisas para ele ou com ele. Mas não force que seu filho chame-o de pai ou que ele chame seu filho de filho. Isso só irá criar tensão e até aversão de ambas as partes. Entenda que o vínculo, vem com o tempo e o amor também.

7.Converse com seu Filho

Não adianta ignorar o assunto e tratar como se nada fosse. Eu entendo que essa é a primeira reação que uma mãe tem. Nós esperamos, que o primeiro impacto passe despercebido e com com o tempo todos se acostumem com a nova situação. Mas, por ser filha de pais separados, posso dizer que esse não é o melhor caminho. Sente e converse. Explique que você tem um nomo companheiro (ou amigo), que é alguém que pode ser amigo dele também e que ele a faz feliz. Pergunte o que seu filho acha e peça para que ele lhe dê uma chance. Mostre a possibilidade dessa nova pessoa se tornar alguém especial para ele também. Aposto que seu filho já irá conhecê-lo com o coração mais aberto.

8.Esteja Aberta a Encontrar Alguém 

A sua atitude é tudo na hora de conhecer alguém novo, se você ficar procurando defeitos ou já procurar assustar o novo pretendente. Você nem terá a chance de conhecê-lo. Claro, que não estou dizendo para você aceitar qualquer coisa. Mas ouça e veja se o que ele diz encaixa com você. Porém, só dê o passo de conhecer alguém se você estiver disposta e de boa vontade, senão é perda de tempo.

9.Deixe seu Passado no Passado

Algumas experiências são difíceis de esquecer…Traição, mentira, vergonha, humilhação… Mas cada um é cada um. Use sua experiência para ver o sinais e fugir de pessoas que lhe pareçam suspeitas de comer os mesmos pecados. Mas no momento que você escolher alguém, não fique falando do seu passado e de a chance dele provar que é diferente. Se você ficar buscando problemas e já entrar com o coração partido em um relacionamento novo, suas chances de sucesso serão baixas.

10.Não Pense que Você é o Centro do Mundo 

Mães, tem mania de pensar que são o centro do universo. Não por prepotência, mas por termos tanto a fazer diariamente. Queremos que a pessoa esteja disponível no momento que quisermos. Mas, não é bem assim, cada um tem sua vida, e seus próprios afazeres. O que, aliás, é ótimo e só ajuda um relacionamento saudável. Por isso, respeite a vida do outro e exija respeito pela sua…

11.Separe um Tempo para Você 

Com um novo relacionamento, trabalho e filhos a tendência das mulheres, que sempre estão querendo fazer tudo e se desdobram para acomodar todo mundo no seu dia a dia, é esquecer completamente dela mesma. Isso é um erro, afinal você não é só mãe, namorada ou funcionária. Você também é uma mulher, com necessidades, hobbies e vontades. Por isso, sempre separe um tempo para você mesma e faça o que tiver vontade nesse seu tempo. Lembre-se deve ser algo para você e que te faça mais feliz…

12.Entenda que Será Difícil 

Nada que é realmente bom na vida é fácil. Todo relacionamento tem brigas, diferença de opiniões e um período de adaptação. Ainda mais, com uma criança no meio. Você precisa se adaptar ao seu novo companheiro: suas manias, suas preferências e etc… Já seu parceiro terá que se adaptar a duas pessoas: as suas manias, ritmo, preferências e rotina. Portanto, será difícil. Mas se você achar que vale a pena, não desista! Pense que desistir sempre é o caminho mais fácil, mas nem sempre o melhor…

13. Cuide-se

Não é porque você é mãe que você não vai ter tempo de se arrumar para sair com seu novo namorado. Veja bem, é melhor você encontrar com ele menos vezes e sempre bonita, do que encontrá-lo várias vezes, de qualquer jeito. O amor é cego, mas não custa ajudar no começo…

14. Fique Alerta

Não importa o quão apaixonada você esteja. Tente sempre enxergar seu novo namorado com seus defeitos e qualidades. Isso ajuda você a saber como lidar melhor com ele e evita que você cometa erros anteriores. Aliás, já que estamos nesse assunto, sempre converse com seu pequeno, fique atenta em como o relacionamento deles evolui e como seu pequeno reage do lado do seu novo namorado. Fique de olho! E veja como ele o trata. Você nunca pode esquecer que sua prioridade é seu pequeno e se caso suspeitar de qualquer coisa, esteja sempre disposta a terminar naquele momento, sem desculpas. Errar é aceitável, mas não persista no erro, ainda mais quando seu filho está em jogo.

Em resumo, todas nós valemos a pena, todas nós temos defeitos e qualidades. Portanto, nunca pense que sua vida amorosa acabou por que você tem filhos. É só questão de estar disposta e atenta a quem você deixa entrar na sua vida. Afinal, a sua prioridade hoje e sempre deve ser seu filho, mas você ainda pode ter uma vida e tem sim, direito de ser feliz.

Gostou do post? Quem ver mais como esses? Acesse: www.maeemdia.com e siga-nos no Instagram: @blogmaeemdia

Adoro saber o que vocês acharam do post se vocês tem alguma sugestão ou dúvida. Por isso,  deixem seu comentário aqui embaixo ou enviem um email para: bianca@maeemdia.com

Beijos e até a próxima semana

Pais&Filhos TV