Colunas / De olho no cotidiano

Tarefas possíveis para seu filho fazer

Ensinar os filhos a ajudarem em casa pode contribuir pelo processo de desenvolvimento deles - Shutterstock
Shutterstock

Publicado em 03/06/2016, às 08h23 - Atualizado às 09h34 por Ligia Pacheco


Ensinar os filhos a ajudarem em casa pode contribuir pelo processo de desenvolvimento deles (Foto: Shutterstock)
Ensinar os filhos a ajudarem em casa pode contribuir pelo processo de desenvolvimento deles (Foto: Shutterstock)

Na coluna anterior, dei dez dicas para educar a criança para e na responsabilidade. Nesta, sugerirei tarefas de acordo com a faixa etária da criança e de seu desenvolvimento. Mas antes, vale lembrar que qualquer aprendizagem é processual, contínua, atencional, intencional e depende da experiência.

Ou seja, as novas aprendizagens ampliam aprendizagens anteriores num contínuo sem fim e é isto que possibilita o desenvolvimento. Mas, elas só se realizam de fato pelo sujeito que aprende, neste caso, a criança. Portanto, seu filho precisa interagir na e com a experiência para aprender. Precisa ter a oportunidade. Protegê-lo ou subestimá-lo irá prejudicar o progresso do seu processo de desenvolvimento.

Seu filho precisa ainda ter a intenção e a atenção para possibilitar que os novos elementos a serem aprendidos consigam entrar e ampliar suas construções anteriores. E para tal, facilita ter motivação (motivo-na-ação). Possibilite-a e evite o blá blá blá que de fato não funciona. O que vale mesmo é a experiência com sentido e sentir. Aquela que deixa permanece e faz progredir. Leia a breve, mas preciosa postagem no meu blog e veja como surpreender sem blá blá blá.

Agora, vamos às tarefas que, em geral, são bem possíveis para a criança realizar e são ótimas ao seu amplo desenvolvimento.

De 2 a 3 anos: a criança é capaz de tirar a roupa e colocá-la na roupa suja, tirar e guardar os sapatos, colocar o seu prato na mesa, organizar os brinquedos, passar pano nos móveis baixos. Em relação à escola, já consegue colaborar na organização da mochila que vai e volta da escola.

De 4 a 6 anos: além das tarefas anteriores que já se dão de forma mais desenvolvida, a criança já pode colaborar, progressivamente e cada vez com menos supervisão, em várias atividades domésticas como guardar as compras, varrer a casa, recolher o lixo, arrumar a cama, molhar as plantas, alimentar os animais de estimação. Já na parte escolar, já é capaz de organizar a mochila e a começar a realizar as tarefas escolares com mais autonomia.

De 7 a 10 anos: com o desenvolvimento do sistema nervoso e das experiências anteriores, a criança já é capaz de  colaborar com as refeições, colocá-las à mesa e as recolher. Lavar a louça, organizar a cozinha, recolher as roupas do varal, varrer o chão, passar aspirador de pó. Em relação à escola, se foi bem desenvolvido nas etapas anteriores, já consegue cuidar da agenda e das atividades escolares com responsabilidade e autonomia.

A partir de 11 anos: já é capaz de preparar lanches e refeições rápidas, levar o lixo para fora, trocar roupa de cama, lavar o banheiro. Em relação à escola, já deve ser e se sentir responsável pela própria agenda e tarefas escolares com consciência de que isto diz do seu próprio desenvolvimento.

Leia mais:

9 tarefas que você pode delegar

7 dicas para organizar sua vida

8 ideias que facilitam seu dia a dia


Leia também

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

O caso do adolescente que m4tou os pais aconteceu no Rio de Janeiro - Reprodução/ Google Street View

Família

Adolescente de 16 anos m4ta os pais a m4rteladas e ateia fogo no quarto que estavam

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Adolescente se passou pelo pai depois de m4tá-lo - Reprodução/Redes Sociais

Família

Print mostra adolescente que m4tou a família se passando pelo pai para disfarçar o crim3

Ticiane não foi ao aniversário de Vicky - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Ana Paula Siebert explica o motivo de Ticiane Pinheiro não ir ao aniversário de sua filha

Foto: Arquivo Pessoal

Família

Bebê de 1 ano m0rre após descaso médico: "Tentei esquentar o corpo do meu filho morto"

(Foto: Silvio Avila/AFP)

Família

Doações para o Rio Grande do Sul: veja onde e como doar às vítimas de forma segura