Colunistas

Dicas para ajudar na lição de casa

Em seu post, Ligia Pacheco ensina a transformar o dever de casa em prazer de casa

Entre o que a escola ensina e o que o seu filho aprende do que ela ensinou há um longo caminho. E a tarefa de casa tem um importante papel nesse processo. Para o seu filho aprender é preciso que ocorra a ativação de um complexo sistema cerebral e há inúmeros fatores que podem atrapalhar ou ajudar. Vamos às dicas que ajudam.

1. É preciso uma rotina séria. Ter hora e lugar para a tarefa, de preferência um lugar arejado, iluminado, tranquilo, sem tantos estímulos que distraiam, pois o cérebro precisa da atenção e intenção para aprender, ampliar ou reforçar aprendizagens.

2. A tarefa de casa é responsabilidade do seu filho. Deixe isso claro. No princípio, sente junto, ensine-o a se organizar, a usar a agenda,  a estudar, a ter prazer na tarefa e a ser autor do próprio conhecimento. Atenção: Fazer a tarefa por ele é a pior escolha. Aos poucos vá deixando com que ele assuma sozinho, só requerendo ajuda se precisar. Como se faz com a criança que aprende a andar. E nada de chantagens, tratos, choros, prêmios, gritos. Para aprender é bom ter um ambiente saudável, seguro e rico, que o motive a desenvolver autonomia e responsabilidade.

Anúncio

FECHAR

3. A tarefa tem que fazer sentido, isto é, não deve acontecer de modo mecânico. E o que faz sentido a você não necessariamente faz ao seu filho. Além disso, por falta de desenvolvimentos que ainda virão, ele precisa do concreto para bem aprender. Por exemplo: não basta saber que o pescoço da girafa mede de 4 a 5 metros. O que é um metro para o seu filho? Pode-se nesse caso pegar uma fita métrica, medí-lo e explorar a metragem. Peça para ele te medir também. Envolva-o na tarefa. E então, pensem juntos nessa relação em busca de conclusões. Ensine-o a pensar, a comparar, a relacionar conhecimentos. Deixe que ele construa as próprias respostas e saberes.

4.  A tarefa tem que fazer sentir. Hoje sabemos que a emoção é fundamental na aprendizagem. Suponha que seu filho está aprendendo tabuada. Como se emocionar com isso? Ajudando-o a perceber a tabuada em seu cotidiano. Nos azulejos da cozinha, no piso da sala, nas janelas dos prédios, na gaveta de talheres, enfim brinque de encontrá-la. Aposto que vai ser bem mais emocionante e produtivo do que ficar repetindo: 2 X 1= 2. 2 X 2= 4. 2 X 3= 6.

5.   A aprendizagem é processual. Logo, para que uma tarefa faça sentido e faça sentir é preciso que não haja lacunas. Se houver, volte, arrume e avance.

Há muitas outras dicas, mas esse já é um bom começo que requer tempo e vontade de sua parte. Note que no inicio falei em deixar seu filho fazer por si, mas nas dicas peço que o ajude. Contraditório? Não. Aprender a fazer tarefa também é um processo e que não se conquista do dia para a noite. Invista e cuide bem dessa base, transforme o dever de casa em prazer de casa, crie atividades concretas e lúdicas relacionadas ao que ele aprende, ajude-o a perceber o que aprende em seu cotidiano. E, antes do que você imagina, o seu filho estará andando com as próprias pernas. Dicas testadas e aprovadas. Vale muito a pena.

 

Pais&Filhos TV