Colunas / Mamíferas

Não existe leite fraco: entenda porque pode haver necessidade de complementação

Amamentação é treino e prática, porém é fundamental desmentir o mito de que existe leite fraco - iStock
iStock

Publicado em 13/09/2022, às 07h40 por Cinthia Calsinski


  • “Como meu filho continuava chorando depois das mamadas, já ouvi que meu leite era fraco.” – Mariana, mãe de Felipe
  • “Escutei de vários familiares que meu leite não era suficiente, porque minha bebê não crescia.” – Rosa, mãe de Jade
  • “Fiquei muito chateada com uma amiga que deu a entender que meu leite era fraco por precisar de complementação.” – Louise, mãe de Iara

Na década de 1980, foram necessárias fortes campanhas a favor do aleitamento para que saíssemos de 4% de bebês amamentados exclusivamente, e chegássemos nos tempos atuais com 40% até os seis meses, segundo dados do Ministério da Saúde. Uma bela evolução, mas ainda precisamos aumentar esse índice. Aleitamento humano é uma questão de saúde pública!

Saiba como o parto pode influenciar o aleitamento materno
Amamentação é treino e prática, porém é fundamental desmentir o mito de que existe leite fraco (Foto: iStock)

Hoje, pensamos que poucas pessoas ainda acreditam que existe leite fraco. Mas se leite fraco é um mito, por que existe a necessidade de complementar um bebê? Vamos explicar: nestes casos, não estamos falando sobre a composição do leite em si e, sim, sobre a efetividade da mamada e de volume. Quando avaliamos esta questão falamos de uma parcela que é do bebê, outra de quem amamenta, e dos dois juntos!

Existem muitos fatores que podem interferir em uma boa ingesta de leite: pega inadequada, língua presa, amamentação com horário controlado, cirurgias de mama, questões de saúde da mãe ou do bebê, etc… Algumas situações são reversíveis através do manejo do aleitamento, outras não. O objetivo é que se possa atingir o máximo que seu corpo consegue em volume de produção de leite, com diferentes estratégias.

Algumas vezes não será suficiente e a complementação será necessária. É importante saber que levamos em consideração um conjunto de fatores para avaliar a necessidade ou não de complemento: peso, altura, perímetro cefálico, desenvolvimento, comportamentos, etc. E que os pais também podem avaliar alguns diariamente como xixi, cocô, ver e ouvir o bebê engolindo leite, como ele se comporta após a mamada.

É importante prestar atenção a estes detalhes e buscar ajuda de profissionais para um auxílio no manejo. Cada caso é único, e no final das contas o objetivo é o crescimento e desenvolvimento do bebê. Amamentar deve ser sempre a primeira opção e, sim, ela é incomparável, inimitável, mas na impossibilidade de acontecer exclusivamente, vem a lei número um das consultoras: alimentar o bebê!


Leia também

Mãe de Neymar apaga foto com o neto por polêmica com Biancardi - Reprodução/ Instagram

Família

Mãe de Neymar apaga foto com Davi Lucca depois de polêmica com Mavie e Bruna Biancardi

Foto: Reprodução/Instagram

Família

Paula Fernandes revela estar com doença: "Tenho apenas alguns dias de vida"

O caso do adolescente que m4tou os pais aconteceu no Rio de Janeiro - Reprodução/ Google Street View

Família

Adolescente de 16 anos m4ta os pais a m4rteladas e ateia fogo no quarto que estavam

Samsung Galaxy S23 - Divulgação

Aparelho top

Ofertas do dia: até 43% de desconto no Samsung Galaxy S23

Adolescente se passou pelo pai depois de m4tá-lo - Reprodução/Redes Sociais

Família

Print mostra adolescente que m4tou a família se passando pelo pai para disfarçar o crim3

Ticiane não foi ao aniversário de Vicky - (Foto: reprodução/Instagram)

Família

Ana Paula Siebert explica o motivo de Ticiane Pinheiro não ir ao aniversário de sua filha

Foto: Arquivo Pessoal

Família

Bebê de 1 ano m0rre após descaso médico: "Tentei esquentar o corpo do meu filho morto"

Silvio Santos define testamento para filhas e esposa - Reprodução/ SBT

Família

Silvio Santos define testamento e valor da herança de cada filha surpreende