Bebês

Lugar de bebê é…no balde

Tem quem chame de balde e quem chame de ofurô, a questão é: esse tipo de banho é um calmante natural para seu bebê

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Em teoria é fácil acalmar o bebê: pegar no colo, andar com ele pela casa, fazer massagem e até colocar uma música calma para ele escutar. Mas a verdade nua e crua a gente conhece bem! Têm horas que não tem jeito, você respira fundo, entrega para o pai e vai tomar um banho pra relaxar. E aí… Eureka! Um banho relaxante ajuda a relaxar. Tanto que a técnica vem sendo utilizada em UTI´s neonatais, crechês, e, claro, em casa, muitas vezes com baldes e/ou ofurôs.

Se você for perguntar para sua mãe, ela vai te dizer que o procedimento é mais antigo do que andar para trás. Mas para quem não conhece, explicamos: coloque aproximadamente ¼ de água no balde em torno dos 37°C e deixe a criança sentadinha dentro. A técnica foi criada em 1997 por obstetras e parteiros holandeses como forma de proporcionar ao recém nascido um ambiente intrauterino

Anúncio

FECHAR

Recentemente o GAMA – Grupo de Apoio a Maternidade Ativa, lançou o DVD “Banho no Balde”, ensinando a técnica e mostrando seus benefícios. O vídeo foi produzido pela  obstetriz, coordenadora da instituição, Ana Cristina Duarte, mãe da Julia e do Henrique. “Muitas mães conhecem essa técnica, mas não sabem como fazer, fizemos esses DVD para ajudá-las. É um banho de imersão bem simples, mas que pode proporcionar muitos benefícios para o bebê, pois é um momento para ele relaxar. Em alguns casos, eles até dormem”, explica.

De acordo com o pediatra do Hospital São Luiz, do Morumbi, coordenador de pediatria e professor da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, Cid Pinheiro, pai de Filipe e Guilherme, o banho no balde pode ser usado para acalmar, aliviar cólicas e ajudar o bebê a dormir melhor. Para tornar o momento mais prazeroso para o bebê você pode usar ervas naturais. A camomila, por exemplo, pode ser usada em casos de cólica e agitação, já a calendula é útil em casos de assadura.

Precauções

Por mais que o banho de balde pareça simples, é preciso muito cuidado para fazê-lo. Afinal, estamos falando do nosso bebê e existem alguns aspectos que precisamos nos atentar. Primeiramente ter certeza de que o balde está em bom estado, não possui resíduos de produtos de limpeza e não está descascando ou com farpas. O ideal é que ele seja usado apenas para dar banho no bebê.

Em hipótese alguma o bebê pode ficar sozinho, pois ele corre o risco de se afogar ou de o balde virar. Segundo o pediatra, é até melhor que haja mais de uma pessoa no local quando o bebê estiver tomando banho.

O banho não deve demorar muito, 20  minutos é um bom tempo. Isso porque a pele do bebê é mais fina que a do adulto e pode ficar enrugada e perder as camadas de gordura, importantes para a saúde do bebê. É importante segurar seu filho bem, para que ele não caia dentro do balde. Você também pode massagear suas costas e bracinhos para que ele fique mais relaxado.

Feitos para bebês

Algumas mães podem achar um pouco demais colocar o filho no balde. Pensando nisso a empresa Baby Tub viu na produção de ofurôs específicos para banho terapêutico. “Nossa intenção é tirar o aspecto de balde e proporcionar mais segurança às crianças”, conta o gerente comercial da empresa, Fabiano Farenzena, filho de Valmor e Lucia.

Atualmente a empresa possui três modelos de produtos para a realização do banho terapêutico: o Baby Tub, indicado para bebês até 6 meses;  o Baby Tub Evolution, para o período de transição até os 12 meses e o Baby Tub Ofurô, indicado para crianças dos 12 aos 48 meses.