Bebês

De olho no relógio! Viagens longas de carro não são boas para bebês

Estudo mostra que mais de meia hora na cadeirinha pode causar dificuldade para respirar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Mesmo na cadeirinha, passar longos períodos andando de carro pode prejudicar recém-nascidos, de acordo com uma pesquisa recente da Universidade de Bristol, no Reino Unido.

Publicado em setembro de 2016, o estudo aponta que viagens de mais de 30 minutos podem causar alteração da frequência cardíaca e dificuldade para respirar. Esses riscos podem ser ainda maiores para bebês de dois meses. Os pesquisadores explicaram que isso ocorre porque, na cadeirinha, as crianças ficam com o diafragma (músculo que controla a entrada de ar nos pulmões e no coração) elevado.

Essa conclusão foi tirada depois de um teste feito em um veículo que simulava um carro a 50 km por hora em uma rua plana. Foram analisados 19 recém-nascidos e 21 prematuros. O pesquisadores alertam, no entanto, que não é para abrir mão da cadeirinha do carro.

Anúncio

FECHAR

A recomendação é sempre verificar a segurança do equipamento, evitar viagens longas e, se não for possível, fazer paradas pelo caminho para o bebê não ficar muito tempo na mesma posição. O uso da cadeirinha, inclusive, é obrigatório por lei.  A multa para quem não cumpre a regra é de R$ 293,47.

Leia também:

Fique ligado: multa para quem transporta criança sem cadeirinha aumenta

Vídeo: passo a passo de como instalar a cadeirinha no carro

Estamos de olho: 6 marcas de cadeirinha aprovadas pela PROTESTE

Pais&Filhos TV