Bebês

Como detectar doenças pelo cocô do bebê

Pode parecer preocupação em excesso, mas verificar o cocô do seu filho pode ajudar a prevenir algumas doenças

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O que fazer quando o cocô do nosso filho  apresenta uma coloração ou cheiro estranho? Para Thiago Gara Caetano, pediatra do Hospital e Maternidade São Luis, e pai de Beatriz e Gabriela, as fezes podem indicar problemas de saúde. ”Quando a criança está com diarréia, o cocô fica com uma cor amarelada, com consistência mais pastosa ou líquida e o cheiro mais forte. Já as complicações hepáticas deixam o cocô esbranquiçado. E em algumas alergias (como a do leite, principalmente) e infecções, as fezes apresentam filetes de sangue”, explica.

Ainda de acordo com o especialista, todas essas complicações sempre vem acompanhadas de um conjunto de sintomas (febre, vômito, tonturas), e prestar atenção nas fezes pode prevenir que o quadro fique mais grave. “No caso da diarréia crônica, que pode durar até 20 dias, os responsáveis precisam procurar um especialista para prescrever medicamentos e uma dieta livre de gorduras e frituras. Só tem uma coisa que os pais podem fazer para ajudar: manter a criança sempre hidratada. A água não irá influenciar no diagnóstico, só irá ajudar”, enfatiza.
Mas como perceber se foi um sangramento ou excesso de ingestão de beterraba ou outras verduras na alimentação? Parece uma dúvida boba, mas para Thiago essa é uma pergunta muito recorrente durante as consultas. E, para ajudar os pais, ele dá uma dica muito simples. “Basta jogar um pouco de água oxigenada nas fezes da criança. Se tiver sangue, a oxigenada irá produzir borbulhas e denunciar”, finaliza.

Veja um bate papo entre especialistas conversando sobre o tema:

Anúncio

FECHAR