Pais

Estudo liga preço do cigarro à queda da mortalidade infantil

A pesquisa americana analisou dados entre 1999 e 2010

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

estudo liga preço do cigarro a queda da mortalidade infantil

A Academia Americana de Pediatria divulgou que um novo estudo sugere que aumentar o preço dos cigarros é um jeito efetivo de reduzir o número de bebês que morrem no primeiro ano de vida. Fumar durante a gravidez é relacionado à problemas médicos infantis, como baixo peso ao nascer, parto prematuro e Síndrome da Morte Súbita Infantil – principais causas de mortalidade infantil.

No estudo, intitulado “Aumento do Preço do Cigarro e Mortalidade Infantil”, os pesquisadores americanos analisaram as taxas de imposto do cigarro em cada estado e no Distrito de Colúmbia entre 1999 a 2010. Eles descobriram que o preço dos cigarro, ajustado pela inflação, subiu de US$ 0,84 para US$ 2,37. Durante o mesmo período, a média da taxa de mortalidade infantil diminuiu de 7,3 para 6,2 a cada 1000 nascimentos. Crianças afro-americanas, que tinham uma taxa de mortalidade mais de duas vezes maior do que as crianças brancas, e houve uma diminuição de 14,3 para 11,3 a cada 1000 nascimentos.

Anúncio

FECHAR

Após ajustar fatores como níveis de educação e renda, os pesquisadores estimam que um aumento de US$ 1 no preço do maço resultaria em uma queda de mais de 3% na taxa de mortalidade infantil dos Estados Unidos. Isso significaria cerca de 750 menos mortes infantis por ano, ou aproximadamente 2 por dia.