Notícias

Vem aí a Flipinha 2014

Evento aproxima a literatura de Millôr Fernandes do público infantil e busca formar novos leitores

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Por si só Paraty já é berço de muita beleza, com sua arquitetura colonial, suas ruazinhas de paralelepípedos e seu céu, predominantemente azul. Entre os dias 30 de julho e 3 de agosto, o local ganhará um toque a mais de encantamento, com a realização da 12ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip. Todos os anos o evento homenageia um autor, e em 2014 o escolhido é o escritor Millôr Fernandes, que também vai permear os encontros dedicados às crianças da Flipinha, versão infantil da Festa. Estão confirmados para esta edição nove escritores e seis ilustradores de livros infantis.

Entre os destaques, está o bate-papo com Augusto Pessoa, autor do livro Felizes para sempre, no qual ele mistura seus próprios personagens aos clássicos da literatura infantil – Cinderela, a Bela e a Fera e a Moura Torta (de Monteiro Lobato). Além dele, a participação do escritor Fábio Sombra promete entreter e divertir crianças e adultos, com o resgate de histórias, lendas rurais e da floresta dos livros Arara, Tucano, Bordados no Pano e De Onde Nascem as Histórias: Uma Lenda do Povo Zulu. A curadora da Flipinha e Flipzona, Gabriela Gibrail, conta que este ano a força das palavras será valorizada na decoração, com a reprodução em escala tridimensional das letras do alfabeto. A inspiração para o tema vem do livro Abecedário do Millôr para Crianças. 

Festa nas escolas o ano todo

Anúncio

FECHAR

A Flipinha realiza ações de incentivo à leitura com alunos e professores da rede escolar pública e privada de Paraty. “Ao longo do ano, realizamos com os professores o Ciclo do Autor Homenageado, onde foi possível eles adquirirem mais conhecimento sobre Millôr Fernandes”, lembra Gabriela. Dentro dessas iniciativas, os professores realizam junto com as crianças debates, continuações das histórias, peças de teatro e desenhos sobre os temas abordados.O coordenador do programa Prazer em Ler do Instituto C&A, um dos principais apoiadores da Flipinha, Volnei Canônica, explica que um evento literário como a Flip traz à tona o valor simbólico dos livros de literatura.