Notícias

No Brasil, Facebook é mais bloqueado pelos pais do que site pornô

Período do dia mais bloqueado é a tarde, enquanto crianças e adolescentes estão em casa sozinhos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

As redes sociais são os sites mais bloqueados por pais por meio de softwares de controle parental no Brasil, de acordo com levantamento da Kaspersky, empresa de segurança para computadores, divulgado no fim de maio pelo site CanalTech.

As redes sociais equivalem a 58% dos bloqueios, enquanto softwares ilegais são 13,47% e, em terceiro lugar, ficam sites de conteúdo pornográfico, com 13,23%.

Na lista dos mais bloqueados estão, em primeiro lugar, o Facebook, seguido por seguidores secundários – como Twitter, Youtube, BitTorrent, Blogger e Hao123.

Anúncio

FECHAR

Segundo o levantamento feito pela empresa, o horário mais bloqueado é à tarde, entre 13h e 18h, quando os pais estão trabalhando – e as crianças e jovens ficam sozinhos em casa.

O analista de ambiente digital entrevistado pelo site lembrou aos pais que eles devem ficar ao lado das crianças enquanto navegam, pois as ameaças são diversas – e vem de todos os lados. Além disso, o especialista acredita que os pais devem orientar os filhos para uma navegação segura.

Kids Online Brasil 2012

Os resultados do levantamento da Kaspersky são similares aos apurados pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) em sua mais recente pesquisa TIC Kids Online Brasil 2012: para 55% dos pais brasileiros, uma “navegação segura” é sinônimo de “não falar com pessoas desconhecidas”;

Segundo o levantamento do CGI.br, o uso de redes sociais é a segunda atividade mais comum entre jovens brasileiros de 9 a 16 anos na internet, realizada por 68% dos entrevistados. A atividade é precedida apenas pelo uso da rede para trabalho escolar (82%). Os números sobre compartilhamento de informações pessoais também impressionam: 86% das crianças e adolescentes publicam fotos de rosto em seus perfis, 69% publicam seu sobrenome e 28% declaram a escola onde estudam.

Leia a matéria completa aqui.