Notícias

Função mais difícil de exercer

Gabriella Brandão, mãe de Luisa e Antonio Pedro, acredita que a tarefa mais difícil é impor limites aos filhos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Sem culpa de exercer o cargo de mãe é mais um tema maravilhoso. Exerço sim o meu cargo de mãe, a vaga é minha e tenho certeza de que é bem preenchida. Porém, confesso que ser mãe é, sem dúvida alguma, a minha função mais difícil de exercer.

Ser mãe significa saber dizer não, dar limite, educar, brincar, alimentar, criar, cuidar, ter jogo de cintura, ter um monte de características ao mesmo tempo. E depois de exercida a função, ainda temos uma série de tarefas a ser desempenhadas.

A mais difícil tarefa de ser mãe de verdade é dar limites ao filho. É simplesmente horrível colocar um filho de castigo. Quando coloco um filho de castigo, me sinto péssima, mas só por alguns segundos, porque sei que estou fazendo o melhor e que aquele castigo faz toda a diferença para a vida do meu filho.

Anúncio

FECHAR

A teoria é sempre linda, porém quando preciso colocar meus filhos de castigo e eles começam a gritar, se debater ou até mesmo falar mil desaforos, meu coração corta.

Sei que muitas mães têm medo de serem menos amadas pelos filhos por conta da sua dura tarefa de ser mãe. Mas nunca vi um filho que não goste de sua mãe quando ela está de fato fazendo aquilo que deve ser feito, lembre-se que o filho pede limite. Acredito que o que devemos ter sempre em mente é que mãe é chata mesmo, e é natural que o filho tenha desejo de, às vezes, ficar longe da mãe, de ter o seu tempo, enfim, de ter férias da mãe. E qual mal pode ter nisso?

A relação de mãe e filho é desgastante para ambos os lados e devemos ter consciência de que em certos momentos devemos recuar, é importante que a criança tenha o espaço dela e o tempo dela. Aqui, quando percebo que estou exagerando um pouco, sufocando, proponho uma ida à pracinha, andar de bicicleta, praia ou deles irem dormir na casa da avó. A casa da avó é uma maravilhosa aliada, lá os limites são outros, a convivência é outra. Mães e filhos tiram um dia de folga. A “folga” é importante! No emprego de mãe, não temos final de semana, nem feriado, por isso é fundamental que a mãe estabeleça esse feriado.

Confesso que apesar de ser o emprego mais difícil que já tive, é sem dúvida alguma o melhor de todos. O mais prazeroso e a recompensa a maior de todas. Nada melhor que o amor de um filho.

Gabriella Brandão, mãe de Antonio Pedro e Luisa Mendes, autora do blog Dicas Pais e Filhos.