Notícias

Dias de luta

Têm dias que quero que ele tenha um banquete, em outros preparo apenas uma sopinha

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Tatiane Felicidade conta sobre suas angústias e, claro, cansaço! O tema do mês de Julho é  “Não é preguiça é cansaço”  se você também quiser participar siga a nossa página no Facebook e mande um depoimento sobre o tema do mês para ariane@revistapaisefilhos.com.br .  

“Não podia deixar de dar meu depoimento este mês e sempre acompanho os temas do ‘CULPA, NÃO’ 

Sou mão do Pedro Francisco que hoje tem 1 ano e 7 meses. Me casei com o pai do Pedro e quando descobrimos que estava grávida, decidimos que ele trabalharia para manter a família enquanto eu me dedicaria apenas ao baby…grande desilusão.. primeiro que mesmo que a mulher esteja realizada em ser mãe, abrir mão da independência é algo dolorido…segundo porque a vida se encarrega de nos pregar peças. 

Anúncio

FECHAR

Sofri um sequestro e violência sexual há 9 meses e me separei do pai dele definitivamente 3 meses depois…estava na rua, desempregada e sem um pingo de alto confiança para recomeçar…

Mas como costumo dizer: O Pedro é a benção de Deus na minha vida e foi no sorriso dele e nas necessidades que ele tem de mim que eu me fortaleci e encarei a vida de frente novamente, vencendo os traumas, os medos e me redescobrindo como mulher.

Hoje voltei a trabalhar e enfrentei várias vezes o sentimento de frustração por nada ter saído como planejei. Hoje meu filho fica com minha “segunda mãe” durante a manhã, fica na creche à tarde e a noite a super Tati entra em ação no papel mais gostoso que ela exerce que é o de ser mãe.

Hoje eu lido com tudo isso de uma maneira mais tranquila, pois sou mãe, sou profissional e estou me empenhado para me redescobrir como mulher apesar dos pesares e não me culpo, pelo contrário entendo que os sacrifícios necessários para que a felicidade plena seja mais apreciada.

Então, quando eu deito com ele às 21h na cama, pelejando para que ele fique ali quietinho não é preguiça, é cansaço rsrs. As mães que lutam pelo pão de cada dia, mas não abrem mão de ser MÃE, AMIGA e REFERÊNCIA dos filhos entendem perfeitamente o que estou dizendo.

Tem dia que quero que ele tenha um banquete no jantar…tem dia que me contento com uma sopinha de legumes feita na pressão  rsrs.

Obrigada pelos temas, são sempre muito interessantes”.