Notícias

Confiança plena

Flavia Imamura, mãe de Kenzo, sabia que teria de enfrentar a hora da separação

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Como a maioria das mulheres, antes mesmo de o bebê nascer, eu já sabia que enfrentaria um dos nossos maiores desafios: a hora da separação. 

A grande luz no fim do túnel apareceu quando o Kenzo estava com 6 meses, quando convidei a Amélia, pessoa que trabalhava na casa da minha mãe 2 vezes por semana — nas outras 3, era babá de gêmeos — para trabalhar comigo. O convite foi aceito e, desde então, ela me ajuda nos cuidados com o Kenzo, que já completou 3 anos.

 Mesmo com a confiança plena nela e sabendo que ele adora estar com ela, os choros (meus, rsrs) nos  primeiros meses foram inevitáveis. Sinto muita saudade quando estamos longe. 

Anúncio

FECHAR

Também troquei de trabalho para reduzir minha carga horária. Hoje, ele frequenta a escola durante meio período e sua adaptação foi muito tranquila pelo fato de já conviver com outra pessoa. 

O coração sempre aperta, mas o balanço é positivo: para ele, é saudável não estar ao meu lado todo o tempo e acho que ele nem gostaria. O meu trabalho me permite poder dar boas coisas para o meu filho, além de fazer bem pra mim. O nosso tempo juntos é o mais maravilhoso possível, qualquer um percebe que ele é uma criança muito feliz!!!