Mais

Açúcares e adoçantes

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Além do açúcar, existem vários tipos de adoçante, e as opções mais naturais, como o açúcar mascavo e o mel. Os adoçantes não são recomendados a crianças, a menos que sejam diabéticas. Nesse caso, o mais aconselhável é investir em produtos feitos a partir da sucralose, substância que não é absorvida pelo organismo. O açúcar mascavo pode até parecer mais saudável porque não passa pelo processo de refinamento, mas tem a mesma composição química do açúcar normal.  O mel é desaconselhado a crianças menores de 1 ano porque pode carregar esporos de botulismo, que causam paralisa da musculatura respiratória. A escolha mais segura ainda é o açúcar da cana-de-açúcar, que tem como principal constituinte a sacarose. O segredo para evitar que ele seja o vilão da sua mesa é evitar adoçar alimentos que já são doces, como sucos e achocolatados. Como: em sobremesas como bolos e pudins. Quando: a partir de 1 ano. Quanto: o mínimo possível, a carga calórica deve girar em torno de 7% do total de calorias diárias consumidas pela criança. Risco de obesidade: alto, cada 1 grama de açúcar contém 4 calorias.

Consultoria: Fabio Ancona, pai de Carla, Marco, Júlio e Bruna, professor titular do departamento de pediatria da Unifesp aposentado e pediatra nutrólogo

Anúncio

FECHAR

Pais&Filhos TV