Gravidez

12 mitos sobre a gravidez

Basta ficar grávida pra escutar todo tipo de teoria e crendice por aí. Mostre essa matéria pra quem te disser que azia é sinal de bebê cabeludo...

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Os hormônios que surgem durante a gravidez colaboram para a nossa cabeça ficar cheia de dúvidas e acreditando em tudo, ou quase tudo, que escutamos das avós, tias, amigas e conhecidas (e até desconhecidos às vezes). Pois é, mesmo que esteja na cara que é mito, a gente quer tanto saber se o bebê é menino ou menina, se é careca ou cabeludo, que qualquer teoria furada parece fazer sentido.

 1. Grávida tem que comer por dois

Se fizer isso, vai acabar engordando demais e isso pode gerar problemas como parto prematuro, dificuldade no trabalho de parto, diabetes, hipertensão e problemas na tireóide. A grávida deve manter uma dieta balanceada, comer de 6 a 7 vezes por dia, em porções menores (afinal seu estômago estará apertadinho e logo você fica saciada) e sem exageros.

Anúncio

FECHAR

2. Azia significa bebê cabeludo

Vamos com calma. O que define se seu filho vai nascer cheio de cabelo é a genética. A azia acontece porque o útero pressiona o estômago, o que causa o refluxo do ácido estomacal. Também acontece pelas taxas altas de progesterona. Então não importa o que sua vizinha ou sua avó digam, não ache que seu filho vai nascer cheio das madeixas só porque você está lutando com toda a queimação aí dentro.

3. Grávidas não podem fazer sexo
As gestantes podem, sim, fazer sexo, a única coisa que influencia isso é a sua vontade e disposição. A libido tende a aumentar durante a gestação, devido a grande quantidade de hormônios. Então se a mulher tiver desejo sexual, está tudo liberado. Além disso, o bebê não sente quando há relação sexual entre o casal. Em alguns casos, quando a mulher apresenta sangramento vaginal ou quando a placenta cobre o colo do útero, o sexo durante a gravidez é proibido, mas esses são casos específicos. Seu médico vai cuidar disso!

4. O formato da barriga indica o sexo
“Se a barriga for pontuda, é menina; arrendondada, é menino”. Esta é outra superstição que a grávida pode ouvir durante a gestação. O formato da barriga e o sexo do bebê não estão relacionados, a anatomia e genética da gestante é que vão influenciar na forma como o barrigão vai crescer.

5. Desejos não satisfeitos, bebê com marcas
Quem nunca ouviu que se os desejos alimentares da grávida não forem realizados, o bebê nasce com alguma marca ou até mesmo com a cara do alimento? Pois é, balela. As gestantes realmente tem desejos durante a gravidez e eles pode até mesmo ser reflexos das carências nutritivas do bebê. Se o desejo não for suprido, o bebê vai continuar do jeito que está, mas o questão é: quem nega o pedido de uma grávida? Impossível!

6. Grávidas não podem fazer depilação
As gestantes podem fazer depilação com cera ou com lâminas sem restrições, mas à laser não é recomendada, já que não existem estudos claros sobre a influência dos raios no bebê.

7. Grávidas não podem fazer as unhas
Os componentes da acetona e dos esmaltes – mesmo os convencionais – não representam riscos à grávida ou ao feto, portanto, cuidar das unhas está liberado.

8. Tomar cerveja preta melhora a produção de leite
Não, de forma alguma. O consumo de álcool durante a gestação não é recomendado e o sabor do leite pode até sofrer alteração de acordo com a alimentação da mãe. Existe a “Síndrome Alcoólica Fetal”, que justamente é a má-formação do feto causada pela ingestão de álcool durante a gestação.

9. Gestantes não devem praticar exercícios físicos
Pelo contrário. As gestantes devem continuar fazendo exercícios durante a gravidez, porque o sedentarismo nesse período pode causar riscos para o bebê e à mãe. No entanto, antes de sair fazendo exercícios indiscriminadamente, a grávida deve passar por uma avaliação médica, assim como ter acompanhamento profissional durante as atividades.

10. Grávidas não podem tomar sol
Ao contrário, elas precisam. A Vitamina D é absorvida pela pele quando em contato com os raios solares e é essencial para a saúde da mãe e do bebê. Mas não dá para exagerar. Durante a gravidez o risco de aparecerem manchas na pele é grande, portanto a dica é evitar o sol das 10h às 16h e usar muito protetor solar, com fator acima de 30.

11. Se a grávida cruzar as pernas, pode enforcar o bebê
Existe a superstição de que se a gestante cruzar as pernas o cordão umbilical pode enrolar no pescoço do bebê e enforcá-lo. Porém como já dissemos, é só uma superstição. Os movimentos da mãe não afetam o deslocamento do bebê e muito menos podem colocá-lo em risco.

12. Durante a gravidez o risco de cáries aumenta
É comprovado que durante a gestação há o aumento da formação de cáries, mas a culpa não é da gravidez em si. O que acontece é que a grávida costuma comer mais em horários fora das refeições habituais e, muitas vezes, esquece de escovar os dentes logo em seguida. Portanto, se houver cuidado com a escovação o risco de ter cáries é quase zero.