Gravidez

10 coisas que preocupam as grávidas antes do parto

Dar à luz antes de chegar ao hospital, gritar muito: na hora H, isso não importa

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

10-coisas-que-preocupam-as-gravidas-antes-do-parto

Durante a gravidez, todas as mães se preocupam com o que acontecerá na hora do parto: será que vai doer? Como é a sensação da bolsa rompendo? Vou conseguir ter um parto normal? Só que nada disso importa muito. Por isso, nos inspiramos na lista do site Babble e contamos para você tudo o que acontece nestas situações para te deixar tranquila, tranquila na hora H.

Acompanhe sua gravidez semana a semana!

Anúncio

FECHAR

Guia de maternidades de todo o Brasil: escolha a sua

A bolsa estourou!
Nos filmes, a cena da bolsa rompendo é sempre acompanhada de momentos constrangedores: aquele aguaceiro geralmente cai nas suas pernas em um restaurante, durante o sexo (mas quem consegue fazer sexo nesta etapa da gestação mesmo?) ou em um encontro de família. Na vida real, nem sempre é assim. Apenas em 13% das gestações a bolsa rompe naturalmente e, quando isso ocorre, toda aquela água mais se parece um xixi fora de hora que não pára de correr. Não precisa se preocupar.

Com que roupa eu vou?
Você vai dar à luz a seu filho, e a roupa que você vestirá neste momento não importa tanto. Mesmo nos casos de cesárea com hora marcada, você usará um avental do hospital na hora do parto, então não precisa se montar toda para se tornar mãe. E, de qualquer modo, você estará inchada e cansada. Para quem importa de verdade, você estará lindona!

Dar à luz no caminho para o hospital
Todo mundo já leu alguma história de mulheres que deram à luz sozinhas a caminho do hospital, mas estes partos são extremamente raros. Um parto natural demora algumas horas para acontecer, e você pode controlar quando tempo ainda tem pelas contrações – comece a se preocupar quando elas acontecerem com 4 a 10 minutos de diferença.

Necessidades fisiológicas durante o parto
Durante o parto normal, o médico pede para que você faça força, como se você estivesse fazendo o número 2. E, realmente, isso pode acontecer. Para evitar esta situação, você pode pedir a lavagem intestinal. Na maioria dos partos hospitalares, ela já é feita.

Trilha sonora do nascimento
Talvez preparar uma trilha sonora seja bom para acalmar os nervos, e sempre se lembrar do seu parto quando escuta a música no futuro. Mas acredite: depois de algumas horas em trabalho de parto, tudo o que você mais quer ouvir é o som do bebê fora da sua barriga.

Todo mundo olhar para suas partes íntimas
Ficar com a vagina exposta aos médicos e enfermeiras que irão acompanhar o seu parto pode ser estranho no começo, mas você nem irá se importar com isso na hora do parto – afinal, todos eles veem vaginas todos os dias, o dia todo.

Gritar com o obstetra
Durante o parto normal, você pode perder o controle e gritar com o seu marido, com seus familiares, com os enfermeiros e, principalmente, com o seu obstetra. Relaxe. Ele sabe que você está sentindo dor e muitas emoções ao mesmo tempo. Grite mesmo.

As temidas fotos pós-parto
Se a sua preocupação maior depois que deu à luz um bebê lindo é como estará o seu cabelo nas fotos, está na hora de você rever alguns pontos de vista. Não dá para manter a escova o tempo todo. E, quer saber?, você realmente não se importará com isso.