Família

Vitamina desperdiçada

Todos os dias jogamos no lixo nutrientes que estariam muito melhor no prato dos nossos filhos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Você já pensou em comer casca de mamão, melão ou banana? E arama da cenoura? Talvez você nunca tenha sido apresentado a uma, porque esta às vezes vai pro lixo antes de chegar na banca do supermercado. Pois saiba que uma quantidade enorme de nutrientes importantes pro desenvolvimento do seu filho está indo para o lixo também. Uma análise da SESI-SP em parceria com a Unifesp concluiu que essas partes “não convencionais” podem ter muito mais nutrientes que a própria polpa do alimento. Pois é, a casca é mais nutritiva que o conteúdo.

O estudo fez uma comparação das partes dos alimentos. Olha só alguns alimentos que guardam verdadeiras preciosidades nas cascas ou folhas:

Anúncio

FECHAR
  • Casca da banana: tem três vezes mais vitamina C (que atua ajudando na absorçãodo ferro pelo organismo, mantém a estrutura óssea, melhora a produção de colágeno etc. etc. etc.) e duas vezes mais potássio (responsável pela síntese da proteína, auxilia na formação dos ossos e dentes e previne e trata cãibras) do que a polpa.
  • Casca da maçã: tem quatro vezes mais fibra do que a polpa, o que é bom para manter o bom funcionamento do intestino. E também tem vitamina C – três vezes mais que a polpa.
  • Casca do mamão: é rica em potássio (duas vezes mais que a polpa) e fósforo (50% mais), mineral importante que constitui as membranas, atua no funcionamento das enzimas e ajudana utilização das vitaminas no complexo B.
  • Casca do pepino: quase ninguém come, mas tem três vezes mais fibras e seis vezes mais vitamina A do que a polpa. Essa vitamina auxilia na manutenção da visão, da pele e da memória, além de atuar no crescimento dos ossos e dos tecidos.
  • Rama da cenoura: aquela parte verde com ramas de um verde inteso, é fonte de tanto cálcio (13 vezes mais do que a polpa), que atua na formação e manutenção dos ossos; e de ferro, nutriente indispensável para a produção de hemoglobina, presente só na rama.
  • Casca da mexerica: a polpa é uma ótima fonte de vitamina C, e a casca tem o dobro da quantidade. Vitamina A, então, tem sete vezes mais que a polpa, e cálcio, quatro vezes mais.
  • Semente do melão: tem 25 vezes (isso mesmo!) a mais de proteína do que a polpa.Já a casca, tem o triplo de cálcio e de fósforo.
  • Folha da beterraba: essa tem 120 vezes mais Vitamina C do que a polpa. Em relação à vitamina A, a quantidade encontrada em 100 gr. da folha já atenderia às necessidades diárias de um adulto.

Modo de usar

Mas como é que se usa tudo isso? Primeiro, faça uma higiene bem adequada nas cascas de qualquer alimento. O ideal é colocar 1 colher de água sanitária para cada litro de água e deixar de molho. Depois, lave em água corrente para tirar o gosto de água sanitária. O próximo passo é usar a criatividade. Dá pra trocar o suco de laranja da receita de um bolo, por um copo de suco de casca de mamão (bata a casca com água e coe). Ou então, acrescente a casca de banana picadinha num refogado ou numa torta… Claro que seu filho pode estranhar o gosto no começo, mas é normal. O sabor de um alimento novo precisa ser aprendido pela criança, mas você tem que oferecer a novidade e de forma agradável cerca de dez vezes, até ela se acostumar. Vá com calma, em quantidades pequenas, misturadas às receitas preferidas dele. Ele vai comer casca com o maior gosto.

Consultoria:

ELIANA CRISTINA DE ALMEIDA, MÃE DE MARCELA E VINÍCIUS, NUTRICIONISTA MESTREEM CIÊNCIAS PEDIÁTRICAS PELA UNIFESP, ALMEIDAELI@IG.COM.BR SANDRA REGINA COSTA VIVIANI,FILHA DE ANTONIO E ELVIRA, NUTRICIONISTA DO SESI-SP, TEL.: (11) 3146-7595