Família

Um tapinha pode?

Projeto de lei pretende acabar com a punição corporal para crianças

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

As palmadas podem virar crime. Mas elas são importantes para a criação dos filhos?

Desde o ano passado, tramita na Câmara uma lei contra as palmadas dos pais nos filhos, que tem como objetivo punir e dar orientação para escolas, pais e médicos em casos de maus-tratos.

O projeto da deputada Teresa Surita pretende fazer com que crianças e adolescentes sejam educados sem o uso de castigo corporal ou de tratamento cruel ou degradante, como formas de correção, disciplina, educação, ou qualquer outro pretexto, segundo a Folha online.

Anúncio

FECHAR

Mas qual a diferença entre uma palmada e uma surra? É isso que a terapeuta Denise Dias mostra no livro Tapa na Bunda, no qual ela defende que há uma divisão clara entre violência e respeito, agressão e disciplina.

A campanha contra a violência contra a criança ganhou destaque no mês das crianças no Facebook. Os usuários da rede social trocaram suas imagens do perfil por desenhos animados que marcaram a infância.

Além do projeto de lei, a rede Não Bata, Eduque lançou uma campanha nacional contra a violência e punição corporal contra as crianças. Confira o site oficial da campanha.

Pais&Filhos TV