Família

Mãe escreve carta à filha pequena para contar sobre divórcio

Ela incentiva a menina a continuar acreditando em finais felizes

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Conversar sobre divórcio com os filhos é delicado, mas com calma as coisas podem se ajeitar (Foto: Shutterstock)

Conversar sobre divórcio com os filhos é delicado, mas com calma as coisas podem se ajeitar (Foto: Shutterstock)

A decisão do divórcio nunca é fácil. Quando se tem filhos, a situação pode ficar ainda mais delicada. Com calma e muita conversa, porém, as coisas podem (e devem) se ajeitar para o bem de todos.

Laura Lifshitzm, do portal norte-americano “Popsugar”, passou por um divórcio recentemente e resolver contar para a filha de 4 anos sobre a separação de uma maneira real e emocionante. Após se separar, ela escreveu uma carta aberta para a garotinha, que foi publicada no site.

“Mesmo com o divórcio, o seu pai sempre vai ter um lugar no meu coração. Ele é um pai maravilhoso e quer muito que você seja feliz”, diz um dos trechos.

Anúncio

FECHAR

O tema separação é abordado na edição de junho da nossa revista.  Confira a seguir o relato inteiro sobre o divórcio, que apresenta uma mensagem reconfortante para que a criança continue acreditando em finais felizes, mas sabendo que não pode depender de alguém para encontrar a própria felicidade.

“Querida filha,

Em apenas uma semana, você terá quatro anos. Sua vida é maravilhosa e cheia de diversão. Você adora princesas, fadas,  desenhos animados e também gosta muito de cantar, dançar, ler e comer chocolate. Você dá sua opinião em tudo, mas ainda pede para dormir comigo de vez em quando.

Você ainda acredita em contos de fadas e acha que, um dia, poderia mesmo se casar com seu pai, mas já está começando a se deparar com grandes questões da vida sobre o porquê do papai não morar mais aqui.

Você tem idade suficiente para lembrar que o papai já morou nesta casa e que já fomos nós três aqui. Você é tão nova, que um dia tudo isso vai se tornar uma memória distante. Isso me conforta. Às vezes, pode parecer que nós três juntos é apenas uma fotografia e nada mais, apesar de que esse não é o caso. Nós ainda estamos interligados, mesmo não estando na mesma casa.

A escolha de divórcio foi de partir o meu e o coração do seu pai também. Precisamos que você saiba que tentamos muito salvar o nosso casamento. Não foram poucas as noites em que passamos sentados à mesa conversando sobre nossa situação financeira e sobre em quais dias você ficaria aqui ou na casa do seu pai.

Laura Lifshitzm é escritora, comediante e colunista do portal norte-americano "Popsugar" (Foto: Reprodução Facebook Laura Lifshitzm)

Laura Lifshitzm é escritora, comediante e colunista do portal norte-americano “Popsugar” (Foto: Reprodução Facebook Laura Lifshitzm)

Sabíamos que uma parte de você sempre ia querer ver todos juntos novamente e mesmo que isso seja difícil de ouvir, não vamos poder fazer isso dar certo. Que pai ou mãe gosta de ir dormir pensando que não pode realizar um desejo do filho? Nenhum. Às vezes, a coisa certa a fazer nem sempre é a coisa mais fácil ou mais divertida.

Mesmo com o divórcio, o seu pai sempre vai ter um lugar no meu coração. Ele é um pai maravilhoso e quer muito que você seja feliz. Nós fazemos tudo que está ao nosso alcance para alinhar nossos objetivos quando se trata de você.

Também queremos que saiba que essa separação não é culpa sua. É normal as crianças se sentirem assim, mas tenha noção que você é perfeita. Você está obcecada por contos de fada. Então, também é bom saber que você não é princesa em perigo e indefesa. Ninguém, além de você precisa se salvar. Isso não quer dizer que não precisa acreditar em finais felizes.

Manter a esperança nos potes de ouro na ponta do arco-íris também é importante. Sonhe sobre a capacidade de voar, unicórnios e beijos mágicos.  Mantenha a imaginação, minha pequena.

Mas, nunca, jamais deposite toda a sua felicidade em uma pessoa. Quando eu conheci o seu pai, eu acreditava que não era uma pessoa digna. Amor e felicidade eram para pessoas melhores, não para mim. E quando ele me escolheu, eu acreditava que ele era melhor do que eu. Eu me senti como a Cinderella quando vi o seu pai. Então, por favor, sempre acredite que você é maravilhosa. Ninguém mais tem que decidir se você é digna suficiente.

Ninguém pode colocar uma etiqueta de preço ou juízo de valor sobre o quão boa você é como pessoa. Só você pode definir esse padrão. Só você pode decidir quão digna você é e o que você merece.

E quando se trata de encontrar a felicidade, deixe que outra pessoa seja a cereja do seu bolo, mas nunca deixe que a pessoa, homem ou mulher, seja quem for, seja o bolo inteiro. Não confie em alguém para tornar sua vida melhor. Esse é o seu trabalho. Construir uma vida que te faz feliz e, em seguida, quando você sente que você encontrou alguém que irá adicionar um toque de cor e alegria em seu mundo, convide essa pessoa para fazer parte da sua vida. Proteja o seu coração e acredite em si mesma.

Filha, você pode desejar em sua mente que todos nós pudéssemos estar juntos novamente, mas entenda que seus pais são mais felizes separados, e não há nenhuma carga pior do que viver sob um telhado com dois pais tristes. Sempre siga em frente e nunca pare de acreditar.

Com amor,

Sua mãe perfeitamente imperfeita”