Especiais

Ultrassonografia: primeiras fotos do bebê

Entenda a importância das ultrassonografias realizadas durante o pré-natal e indicadas para cada trimestre da gestação do seu filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 Tum-tum, tum-tum, tum-tum. Que mãe nunca se emocionou ao ouvir e ver as batidas do coração de seu filho pela primeira vez?

O ultrassom, além de ser o primeiro registro do seu bebê, é um dos mais importantes exames do pré-natal (Foto: Shutterstock)

 

Um momento muito esperado na gravidez é quando os pais podem ver imagens do bebê pela primeira vez. Isso acontece por meio da ultrassonografia, exame que emite ondas de som de alta frequên-
cia para visualizar as estruturas internas do corpo em tempo real.

É um dos mais importantes e solicitados exames do pré-natal. Segundo Waldir Santos Monteiro Lima, pai de Bárbara, Juliana e Rodrigo, ultrassonografista da Unimed Juiz de Fora, é essencial para saber se o desenvolvimento do bebê está de acordo com o esperado para cada fase, além de ser indispensável em todos os trimestres da gestação.

Anúncio

FECHAR

1º trimestre
Por volta de seis ou sete semanas é realizado o primeiro ultrassom para ver se a gestação está se desenvolvendo dentro ou fora do útero e o tempo de gestação “O ideal é que seja feito o exame transvaginal, porque permite ter uma visualização melhor”, diz o especialista.

Entre 11 e 14 semanas, a mulher volta a ser examinada com a ultrassonografia da translucência nucal, líquido na nuca que aparece apenas nesta época. O resultado mostra as chances de haver alterações cromossômicas. Neste mesmo exame, o médico verifica o osso nasal do bebê, que também pode apontar alterações.

2º trimestre
Nesta etapa, é a vez da ultrassonografia morfológica, que deve ser feita entre 20 e 24 semanas. Ela é bem detalhada para analisar se há malformações estruturais. Ou seja, vai avaliar membros inferiores, superiores, a parte cardíaca, a face, o cérebro, etc. Junto com este, também é feito o chamado Doppler das artérias uterinas, que vê o fluxo de sangue que está indo para o útero da mãe.

3º trimestre
Mais perto da reta final, analisa-se o grau de amadurecimento da placenta e o Doppler do cordão umbilical, para verificar se o bebê está pronto para nascer. “Se há um amadurecimento muito precoce, pode haver deficiência de passagem de sangue para o neném, que vai se desenvolver menos”, explica Waldir.

Também é avaliado o índice do líquido amniótico, que mantém uma proteção física dentro do útero. Ele é importante para o desenvolvimento dos rins, hidratação do bebê e amadurecimento dos pulmões

Além desses quatro exames citados, a mãe pode realizar outros, conforme a indicação médica ou a ansiedade de descobrir o sexo da criança, por exemplo. Isso pode ser revelado durante o exame morfológico, mas também é possível antecipar, por volta de 16 semanas de gestação.

Quer saber mais sobre o ABC do pré-natal? Então, assista ao nosso vídeo sobre o assunto direto da Pais&Filhos TV.