Colunistas

Dá, sim, para pais separados dividirem o filho no Natal numa boa

Veja todas as opções como isso pode acontecer

(foto: Shutterstock)

(foto: Shutterstock)

Para pais separados ou divorciados o Natal é uma das épocas mais difíceis do ano. Afinal, dividir o natal, significa dividir uma das datas mais mágicas e sentimentais. Por isso, resolvi pesquisar e ajudar a todas nós.

Dividir o natal, para mim, é mais difícil do que dividir qualquer outra data. Afinal, sempre tive pra mim que o natal é um momento mágico, cheio de alegria e cheio de tradições.  Mas fazer o que? A realidade é a realidade. E o quanto antes aceitarmos isso, mais rápido iremos aprender a lidar com isso e mais felizes seremos.

Clique e veja como fazer um natal mágico para seus filhos 

Anúncio

FECHAR

Então aqui vai as sugestões de como dividir o Natal:

Feriados Alternados

Eu não sou muito fã dessa forma de dividir os dias. Já que não garante que você passará um de cada feriado com o seu filho. Você pode acabar ficando sempre com as mesmas datas e nunca ter o Natal, por exemplo. Porém, para famílias que valorizam feriados de formas diferente pode ser uma boa opção. Se pra você o natal é seu feriado favorito e para o seu EX o réveillon é uma prioridade, você podem fixar para sempre e problema resolvido. Agora se o caso não for esse, melhor considerar outras opções.

Dividir a Data ao Meio

Das 8 as 14 com a mãe e das 14 as 20 com o pai. Essa possibilidade só é possível a meu ver se os pais morarem bem perto um do outro. Senão, a possibilidade se torna inviável.

Anos Alternados

Natal dos anos pares com a mãe e nos anos ímpares com o pai ou vice versa. Essa é a convenção usada na lei ou pré-definida pelos os juízes na maioria das brigas de guarda e visita. Para ser bem sincera eu entendo o por quê. Pra mim, inclusive, é a melhor forma de dividir.

Metade para Cada Um 

Uma boa solução para feriados que duram mais de um dia, como o Natal e o Ano Novo. A criança pode passar um dia com um e o outro dia com o outro. Claro, que também é algo difícil de se fazer já que essa opção fica restrita a ambos os pais estarem perto durante o feriado. Eliminando assim viagens…

Natal Conjunto

Essa é uma das situações mais raras que tem. Ambos os pais devem ter um relação muito amigável e pacífica para que isso seja possível. De verdade, acho que quando isso é possível é a melhor opção para a criança. Mas atenção! Não adianta querer passar o natal junto e ficar brigando ou dando patadas no outro.

Não Dividir 

Isso acontece quando os pais são separados ou a mãe é solteira e o pai não é presente na vida do filho. Aqui a pessoa que não tem interesse no filho, só está perdendo e a mãe ou pai que tem a chance de estar sempre com esse presente de Deus. Parabéns!

Gostou do post? Quem ver mais como esses? Acesse: www.maeemdia.com e siga-nos no Instagram: @blogmaeemdia.

Adoro saber o que vocês acharam do post se vocês tem alguma sugestão ou dúvida. Por isso,  deixem seu comentário aqui embaixo ou enviem um email para: bianca@maeemdia.com

Bom, é isso mamães.

Beijos e até a próxima.

Pais&Filhos TV