Bebês

Quando nascem os primeiros dentinhos

O processo é natural, mas muitas vezes pode ser doloroso. Mordedores gelados e massagens ajudam a aliviar o desconforto que aparece nessa fase

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Por volta dos seis meses de idade, os primeiros dentes de leite começam a aparecer nos bebês. A primeira dentição se completa aos 3 anos de idade, mas até lá, gengivas inchadas e avermelhadas, excesso de saliva, tosse leve, febre baixa e uma necessidade sem fim de morder tudo o que vê pela frente para aliviar a dor são sinais comuns de que os dentes já estão a caminho.

Podem acontecer também grandes mudanças de humor: seu filho fica mais agitado, não come tão bem e passa a dormir mal, por isso os mordedores são ótimas saídas. Uma dica: você pode colocar os mordedores dentro da geladeira para ficarem mais geladinhos, já que a baixa temperatura provoca um efeito anestésico e alivia a coceira da gengiva. Outra boa ideia é oferecer alimentos duros para as crianças ficarem mordendo, como cenoura, por exemplo.

Anúncio

FECHAR

Quando os dentes molares começarem a nascer, a partir de 1 ano e meio, é hora de colocar alimentos mais consistentes na dieta da criança, para estimular a mastigação. O ato de mastigar é importante para o desenvolvimento da arcada, que no futuro vai receber os dentes permanentes. Além disso, a mastigação ajuda no melhor posicionamento da língua.

O que vem por aí

Cada dente tem um período mais ou menos certo para nascer. Mas lembre-se sempre de que cada caso é um caso e o desenvolvimento de cada criança é único. Por isso, quando aparecer qualquer dúvida, procure o pediatra de confiança.

Entre 6 e 8 meses: nascem os quatro dentes da frente, da parte superior e inferior e o dentes laterais superiores.

Entre 9 e 14 meses: nascem os dentes laterais inferiores e os primeiros molares.

Entre 15 e 18 meses: nascem os caninos superiores e inferiores.

Entre 19 e 24 meses: nascem os segundos molares.

Mitos e verdades

Saiba o que realmente acontece quando os dentes do seu filho estão para chegar. Nem tudo o que ouvimos de vizinhos, familiares e conhecidos é verdade.

Diarreia: pode acontecer, principalmente porque as crianças levam muito as mãos sujas na boca durante essa fase.

Febre: pode acontecer, mas se demorar a passar ou se a febre for muito alta, ela pode não estar ligada à dentição.

Perda de apetite: algumas crianças podem perder a vontade de comer por causa do inchaço nas gengivas

Excesso de saliva: a relação não é clinicamente comprovada, mas algumas crianças podem babar mais.

Vontade de morder: acontece e muito! Todos os objetos viram alvo dos dentinhos das crianças.

Curiosidade

É comum soprarmos a comida do bebê antes de dar, para não chegar muito quente à boca. Mas o ideal é esperar a comida esfriar sem soprar, porque por meio do sopro podemos transmitir bactérias que causam cáries nas crianças.