Bebês

Pais podem estimular a inteligência do bebê no primeiro ano de vida

O professor do Departamento de Psicologia da Universidade de Dundee, Peter Willats, dá algumas dicas

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Assim que o bebês têm os primeiros contatos com meio social, eles já são capazes de aprender e interagir com o mundo ao seu redor. A convivência com os pais é uma das melhores formas de estimulá-los ainda no primeiro ano de vida. A Pais&Filhos conversou com o professor do Departamento de Psicologia da Universidade de Dundee, Peter Willats, no evento Expanding Center – Edição Neurodesenvolvimento e Prática Pediátrica, realizado em São Paulo, e ele nos apresentou algumas dicas exclusivas

De 0 a 3 meses

Nessa idade os bebês conseguem reconhecer as expressões faciais. Isso não quer dizer que eles entendem exatamente o que é uma expressão de tristeza ou de alegria. Afinal, são recém-nascidos, mas já são capazes de reconhecer a boca, o nariz, os olhos e seus movimentos. Uma forma de interação nessa fase é copiar os movimentos que eles fazem. Por exemplo se eles bocejarem, boceje também, ou se ele mostrar a língua ou piscar realize a mesma ação. Além de prender a atenção dele por alguns momentos, também é uma forma de estreitar o vínculo.

Anúncio

FECHAR

De 3 a 6 meses

A partir dessa idade, a criança já pode aprender a controlar alguns movimentos corporais. Uma dica é amarrar o cordão do móbile no tornozelo do bebê por alguns momentos e brincar com ele. “O bebê vai começar a perceber que à medida que se movimenta o móbile mexe também. Essa brincadeira pode ser feita algumas vezes na semana”, afirma Willats.

De 6 a 9 meses

Nesse período os pais podem trabalhar o desenvolvimento da atenção dos bebês. Uma forma de fazer é isso é brincar de esconder. Basta pegar um paninho e se colocar atrás dele e depois aparecer de surpresa.

Além disso, também é possível começar a treinar o movimento de agarrar as coisas. Uma forma de fazer isso é deixar diferentes itens, de preferência brinquedos, garrafas vazias, botões, caixinhas para que o bebê tente segurá-los.

De 9 a 12 meses

Com essa idade, os bebês já podem desenvolver a capacidade de resolução de problemas. Uma forma de estimulá-los é sentar com eles na mesa e colocar um brinquedo e colocar um paninho por cima. De acordo com Willats, os bebês se sentirão estimulados a retirar o paninho para encontrar o brinquedo.

A aquisição da linguagem também pode ser trabalhada nessa idade. Para isso é necessários que os pais conversem com os filhos. “Com o passar do tempo os bebês vão começar a soltar alguns fonemas como respostas”, conta o estudioso.

Tudo ao seu tempo

É importante lembrar que cada bebê tem seu estágio de desenvolvimento, portanto se você tentar alguma essas interações e seu filho não responder imediatamente, não tem problema. Poe ser que ele não queria fazer aquilo naquele momento ou ainda não esteja pronto. Na hora certa ele vai conseguir. 

Pais&Filhos TV