Colunistas

Um grande desafio

Fica aqui toda o nosso agradecimento a todas as pessoas que se dedicam a essa tarefa tão especial e tão difícil que é educar

coluna Raquel

Estamos entrando no terceiro mês da vida a bordo. Já estamos bem adaptados com a casa flutuante e com a rotina do dia a dia. Nossa vida até aqui vinha no ritmo de férias, mas tudo mudou uma semanas atrás com o reinício do ano escolar. Talvez este seja o maior desafio que enfrentamos até o momento.
Optamos pela Calvert School – uma escola americana de ensino à distância (homeschooling) muito usada por outros cruzeiristas. Recebemos todo o material via correio em Curaçao com caixas e caixas de livros e apostilas de matemática, ciências, literatura, história, geografia, artes, etc…
Junto com todo o material também recebemos um manual para os pais com instruções e dicas diárias de como explicar a matéria detalhadamente para eles. Muito interessante a proposta. Mas um grande desafio na verdade pra pessoas como a gente – sem experiência no assunto.
Eu e o Rodrigo nunca tínhamos dado uma aula. Nunca tínhamos pensado na ideia de fazer isso um dia. Além de darmos a matéria em Inglês, precisamos que eles mantenham a atenção voltada para o assunto e que realmente entendam o que está sendo dado. Isso, dentro de um barco… cheio de diversão a volta e com um mar cristalino te convidando a dois passos de distância.
A primeira semana não foi fácil, o calor, as ondulações, a dor de barriga, fome, o xixi, o barulho da gaivota, um peixe pulando, o cansaço… tudo foi motivo usado por eles para tentar parar as aulas. Chegamos no fim da primeira semana desanimados e pensando: “acho que isso não vai dar certo.”
Todos os dias eles fazem matemática, spelling, composição e reading. Ciências, geografia, estudos sociais e história da Grécia são intercaladas. Eles também fazem bastante atividades via web e isso ajuda a dar uma quebrada na aula também. Todo fim de dia eles fazem também via internet um “checkpoint” no site da escola – uma espécie de provinha – pra testar e medir se apreenderam o que foi dado no dia.
coluna raquel 2
Com o tempo e com a dinâmica das matérias se repetindo diariamente, aos poucos, um dia por vez, a coisa foi se encaixando e fomos todos pegando o jeito. No início demorávamos de 8 da manhã as 5 da tarde e ainda sim não conseguíamos finalizar todas as matérias do dia. Mas agora já estamos conseguindo concluir o dia até a hora do almoço.
Eu e Rodrigo estamos nos dividindo entre as matérias e intercalando com os meninos. O Rodrigo tem muita habilidade para ensinar sempre buscando dar exemplos de alguma coisa que está a nossa volta ou algo que já vivemos algum dia. Tem futuro como professor. Já eu, fico colocando a matéria em gráficos coloridos para que eles possam visualizar o que foi dado e fazemos sempre um review do dia anterior.
Todas as funções no barco foram deixadas de lado nesse momento e estamos entrando de cabeça nessa nova e grande etapa. E nisso Bonaire também está sendo perfeito pois estamos amarrados confortavelmente em uma poita (boia) a cerca de 40 metros de um Pier com uma bela Vila com comércio a nossa volta. Inclusive tem uma sorveteria muito boa que temos usado como premiação para quem consegue cumprir bem suas obrigações. Ou seja, bem confortável para podermos focar nos estudos.
Pra finalizar… Depois de viver intensamente esta experiência passamos a entender ainda mais o valor e o desafio que tem os professores. Fica aqui toda o nosso agradecimento, admiração e respeito a todas as pessoas que se dedicam a essa tarefa tão especial e tão difícil que é educar.

 

Anúncio

FECHAR