Recém-Nascido

Deu ruim! Recém-nascido tem infecção após mãe consumir cápsula de placenta

Bebê foi tratado e passa bem, mas vale o alerta

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

(Foto: Shutterstock)

Ingerir a placenta sempre foi um tema polêmico nas redes sociais. Várias celebridades, como a apresentadora Bela Gil e a socialite Kim Kardashian, contaram que eram adeptas da prática. O assunto voltou a bombar nesta semana após o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos divulgar um alerta.

O centro se manifestou após um recém-nascido ser diagnosticado com uma grave infecção causada pela bactéria estreptococo do grupo B, enquanto a mãe estava ingerindo cápsulas de sua própria placenta desidratada.

Foi descoberto que essas pílulas estava infectadas com a bactéria que passou para o bebê por meio da amamentação.  A hipótese levantada pelos médicos do CDC é que a placenta não tenha passado corretamento por todos os processos que matam bactérias antes de ser encapsulada.

Anúncio

FECHAR

Portanto, a recomendação a partir de agora é que as mães não consumam cápsulas de placenta, já que falta regulação em relação a higiene e segurança do processo de produção dessas pílulas. O bebê do caso citado está bem. Ufa! A mãe interrompeu a ingestão de placenta e seguiu dando os antibióticos receitados pelo médico ao filho.

Leia também:

Sem tabu: comer a placenta depois do parto faz bem?

Saiba quais os possíveis destinos da placenta depois do parto

Ingerir a placenta depois do parto é saudável ? Médico alerta para cuidados

Pais&Filhos TV