Engravidar

Cartas para a Cegonha: produtora usa Instagram para relatar a dificuldade de engravidar

Amora criou o perfil para amenizar a angústia durante as tentativas

Isabela Kalil de Lima

Isabela Kalil de Lima ,Filha de Kátia e Fabio

Amora buscava aliviar a angústia de não conseguir engravidar escrevendo para a Cegonha (Foto: Shutterstock)

Amora buscava aliviar a angústia de não conseguir engravidar escrevendo para a Cegonha (Foto: Shutterstock)

A descoberta de uma gravidez é um momento mágico para as mulheres que tiveram dificuldade para conseguir engravidar.  É o caso da nossa leitora Amora Xavier, de 37 anos. A produtora de teatro passou quatro anos nas tentativas.

Leia mais:

10 erros comuns na hora de tentar engravidar

Anúncio

FECHAR

Dor no sexo: 5 fatores que causam incômodo e dificultam a gravidez

Entenda a endometriose e seus sintomas

Exames, muitos médicos, diferentes diagnósticos e mais exames não escaparam da rotina de Amora neste período. O que ela fez de diferente das outras mães foi o modo de reagir a essas situações. Ela criou uma conta no Instagram para enviar cartas para a Cegonha.

“Com cada palavra da cartinha, expresso minhas angústias e assim consigo tornar o processo menos doloroso”, explica.  Anonimamente, ela escreve para a personagem, faz perguntas, cobranças e questionamentos e posta tudo no perfil @cartinhasparaacegonha.

Amora Xavier conseguiu engravidar depois de quatro anos de tentativa (Foto: Reprodução Instagram/ cartinhasparaacegonha)

Amora Xavier conseguiu engravidar depois de quatro anos de tentativa (Foto: Reprodução Instagram/ cartinhasparaacegonha)

A página foi criada pela produtora há nove meses e já acumula quase sete mil seguidores. “Me surpreendi com o número de seguidores e também de páginas parecidas de mulheres que, anonimamente, como eu, utilizam a rede social para trocar experiências”, conta.

Mito ou verdade: Usar pílula por muito tempo prejudica a fertilidade?

Artista cria desenhos para retratar as dificuldades da maternidade

Depois de várias cartinhas, exames e tratamentos, Amora descobriu que tinha endometriose e fez uma cirurgia na tentativa de resolver a complicação no meio do ano passado.

Depois do tratamento da doença e de uma fertilização, ela conseguiu engravidar e está com nove semanas de gestação. Agora, as cartas para a Cegonha mudaram um pouco.

“Conto da minha rotina de exames, o que estou sentindo e até meus desejos”, diz a nova mãe do pedaço. A experiência com o Instagram rendeu até um livro para Amora. A ideia, no entanto, surgiu do médico que fez o tratamento de fertilização.

A obra vai contar com as cartinhas postadas na rede social e mais algumas novidades. Os médicos da equipe da clínica vão responder as dúvidas das cartas. O livro, que será publicado em julho deste ano, vai ser como um manual para as mães com dificuldade de engravidar.

Exames para detectar infertilidade no homem

Engravidar após os 45, é possível?