Pais

Respira fundo! O ataque de raiva desse menino teve um final surpreendente

Ela agiu de forma exemplar e procurou entender os motivos do garoto

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

vidro

(Foto: Reprodução / Kathleen Fleming)

Coloque-se no lugar dessa mãe: depara-se com o corredor cheio de estilhaços de vidro e tudo porque, acidentalmente, o ataque de raiva do seu filho repercutiu na queda do espelho. A opções de reação diante da cena podem ser inúmeras: sair pela casa quebrando o resto dos móveis; tentar conter a raiva e, para isso, ter que evitar o contato visual com o seu filho; ou então manter a calma e usar o carinho e a conversa a seu favor.

Kathleen Fleming, blogueira do “Majestic Unicorn”, escolheu a última opção e deixou muitos pais com o queixo caído diante da sua postura madura e exemplar. Mas não pense que foi fácil. Na publicação do blog, ela contou tintim por tintim desde o momento em que viu a cena. Teve que respirar e tentar manter a calma diversas vezes. O primeiro passo foi respirar profundamente enquanto tirava o cachorro e o gato do alcance dos cacos de vidro.

O segundo passo, foi reconhecer o que sentia e tentar compreender o que o filho dela também estaria sentindo. Ela começou a chorar, imaginando que o filho também estaria chorando dentro do banheiro. Um dos trechos do relato publicado diz: “Respirei fundo. Aquela alma frágil precisava de mim naquele momento. Ele precisa muito de mim. Precisa da maior compaixão que eu posso oferecer”.

Anúncio

FECHAR

Em outro trecho, ela conta: “Vá e converse com ele sobre raiva. Converse com ele sobre isso agora. A raiva é um sentimento muito poderoso mesmo. A raiva pode arder. Pode purificar. Pode também destruir. Ele balança a cabeça. Ele sente isso. Ele conheceu a raiva agora”. E parece que respirar fundo é o segredo. Vale lembrar e refletir sobre o papel dos pais para orientar e estar ao lado dos filhos nesses momentos.

Para finalizar, Kathleen escreve: “Às vezes as coisas se quebram. Às vezes nós somos os responsáveis por isso. Não é o fato de quebrarem que importa, como isso aconteceu ou o porquê. O que importa é como nós respondemos a isso. Isso pode nos matar?  Ou isso nos faz lembrar como é amar profundamente?”. Sem dúvidas, é um exemplo, uma inspiração!

Leia também: 

Papo reto! Mãe escreve mensagem para outra mãe após zombar do seu filho

Carinho merece gratidão! Mãe faz homenagem a madrasta de filha e post viraliza