Pais

Presentes que você nunca deve dar no Dia dos Namorados

Em sua fanpage, Fabrício Carpinejar elenca os maiores micos da data

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Quem nunca passou por uma longa fila de espera para comer em um restaurante no Dia dos Namorados ou recebeu um presente micado na data e ainda teve que fingir que adorou! Realmente, apesar de muito casal amar a data, os presentes nem sempre são os mais interessantes. Em sua página no Facebook, Fabrício Carpinejar elenca os presentes que você nunca deve dar para seu parceiro (a) no Dia dos Namorados: 

Pijama: É levar a relação para o sono eterno. 

Cueca: Homem odeia receber cueca, cueca é obrigação masculina, não um prazer. 

Anúncio

FECHAR

Ursinho de pelúcia: É pedofilia. 

Flores: Não há nada mais manjado. Vale em qualquer outro dia.

Canecas e camisetas com fotografias do homenageado: É um carro de som mudo.

Chocolate: Dia dos Namorados não é Páscoa.

Chaveiro de coração: Dia dos Namorados não é Amigo Secreto.

Não acredito que alguém possa oferecer par de meias… A meia nasceu para o divórcio.

Porta-retratos: É narcisismo, é exigir sua foto na mesa.

Fila em restaurante e motel: Ninguém merece esperar para ter prazer nesta data. 

Levar em churrascaria e depois querer sexo selvagem. 

“Veja mais dicas no especial do Dia dos Namorados, no DRnaTV, da TVCOM. Hoje (11/6), a partir das 20h30. Assista ao vivo por aqui: http://migre.me/dFZNY