Pais

Pais também namoram

Conheça a história do Dia dos Namorados e comemore a data

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Não é porque os filhos chegaram que o romance acabou. Comemore o Dia dos Namorados mesmo depois do casamento

Um dia todo dedicado apenas ao amor, troca de carinhos e passeios românticos. Este é o Dia dos Namorados, comemorado em todo o mundo – mesmo em diferentes datas.

Acreditamos que, não é porque os filhos tenham chegado ou a data de casamento foi há um tempo, que os casais não devam celebrar o dia. Não importa o valor dos presentes ou o local do passeio, o importante é estar ao lado de quem você ama.

Anúncio

FECHAR

Também um dia histórico

Se em outros países do mundo o Dia dos Namorados é comemorado em fevereiro, o Brasil celebra a data em junho. Apesar do romantismo, a data foi escolhida por motivos comerciais.

Segundo o Guia dos Curiosos, os namorados ganharam uma data só para eles graças a São Valentim, santo que celebrava casamentos durante as guerras da Idade Média, quando o imperador Cláudio II havia proibido as uniões – ele acreditava que os solteiros eram melhores soldados.

Lugar de homem é na cozinha! Surpreenda sua namorada com um cardápio completo

Os Estados Unidos comemoram a data desde o século XIX no dia 14 de fevereiro, quando São Valentim morreu. Já o Brasil ganhou o dia graças ao publicitário João Dória, que importou a data.

Além de aquecer os corações, o Dia dos Namorados movimenta o mercado e traz muito dinheiro no comércio. Confira algumas curiosidades do dia, publicadas pelo site Babble:
 
– As mulheres compram 85% de todos os presentes na data.

– Cerca de 1 bilhão de cartões comemorativos são trocados a cada ano.

– Quase 3% de todos os donos de animais de estimação ganharam os animais na data.

– Mais de 50 milhões de rosas são dadas de presente no dia.

– Cerca de 73% das flores são compradas por homens.

Pais&Filhos TV