Pais

Ela é top: mãe blogueira

Já não basta ser mãe, é preciso ter blog, saber programar, ter noções de SEO, ter views, seguidores e, no mínimo, 2.000 fãs

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Já não bastam as noites mal dormidas por filho que te acorda querendomamar, ou ser ninado. Já não bastam os estresses comuns à maternidade.Agora as mães precisam ter blog.E é esse tipo de blogagem que tem deixado o fardo da maternidade cada diamais pesado.Já não basta apenas ser mãe.É preciso entrar em trabalho de parto, parir em casa, amamentarexclusivamente até o sexto mês, entrar com papinhas orgânicas, recusarqualquer inserção de adoçante, corante, conservante, qualquer ante que vámodificar o alimento da criança. É preciso amamentar até o dia do vestibular.Não pode chupeta, não pode mamadeira, não pode compartilhar cama, nãopode mandar para a casa da vó, não pode creche.A mãe precisa trabalhar de casa (e ganhar um bom dinheiro com isso para serindependente), precisa deixar a casa um brinco, com seu detergente e seusprodutos de limpeza feitos em casa, biodegradáveis, naturais. Não pode terempregada, tem que dar conta de tudo. E não pode reclamar.É preciso ter paciência com as crianças, brincar com brinquedos feitoscom sucatas, estimulá-las com bolas, fios e giz de cera caseiros. Nada debrinquedinho da moda, nada de TV, nada de aplicativos.Mãe boa não manda criança para a creche ou para a casa da vó. É precisoestudar em casa. Ser bilíngue, ser musicalizado, socializado, disciplinado.Não pode fazer birra, não pode ser agressivo, e tem que ter senso crítico e deestética aos 3 anos de idade.Para ser exemplar, a mãe precisa tirar fotos profissionais de suas crianças, noseu quintal todo arborizado, enquanto elas plantam as sementes de chicóriaque comerão disciplinadamente na hora do almoço em família. E não bastamfotos tratadas dignas de capa de revista. Tem que compartilhar nas redessociais. Tem que receber 1.429 coraçõezinhos.É preciso exibir sua barriga chapada e seu corpo delgado 15 dias depois doparto. É preciso compartilhar seu prato de salada, seguido de um chocolatebelga caríssimo. Tem de ser linda, de cabelo feito, maquiada às 6 da manhã,bem vestida. E as unhas nunca descascadas, pois o esmalte é gringo. Assimcomo seus demais produtos de beleza.Não basta ser mãe, não basta ter filhos, não basta ter blog, não basta exibirsua vida perfeita de comercial de margarina. É preciso saber programar, ternoções de SEO, ter views, seguidores, fãs. Uns 2.000 no mínimo. Tem depublicar lista de enxoval, guia de desfralde, dicas de amamentação. É precisoprofissionalizar o blog, ganhar amostras, ir a eventos, sair em fotos.É preciso compartilhar uma vida magistral, sem máculas.Afinal de contas, quem é que gosta de expor seus defeitos?E não estou falando pelos outros.Convenhamos.A beleza da maternidade está na imperfeição.Na falta de saco para amamentar, na falta de tempo para brincar, na pia cheiade louça, na pilha de roupa que você não vai passar, na falta de grana, noesporro que você deu porque seu filho derrubou o suco no chão limpinho. Nafalta de vontade de cozinhar e o almoço vai ser fast-food mesmo, com direito abrinquedinho, para você se sentir menos culpada. E vai ter suco de caixinha!Ninguém publica isso. Ninguém tira foto do filho brincando no tablet. Ninguémcompartilha sua foto de pijama, com cabelo desgrenhado, desabafando peloblog, enquanto tem filho chorando pedindo colo.A maternidade é assim: imperfeita, inacabada. Ainda que bela e divina,exatamente por isso.Não postamos sobre nossas falhas, mas buscamos no Google a fórmulamágica para lidar com elas.Talvez, se fôssemos mais verdadeiras, mais sinceras em nossos blogs, nãoteríamos tantos sorteios, tantos anunciantes. Mas levaríamos a vida mais leve,teríamos mais disposição para aquela dedicação maternal. Teríamos maisamigas, em vez de fãs. Teríamos mais companheiras, em vez de seguidoras.

Milene Massucato, mãe de Nicolas e Lorena, é autora do blog www.diiirce.com.br

Anúncio

FECHAR