Notícias

Yoga nada relaxante

Anna Daniela Bizzarri, mãe de Gabriel, não conseguia ficar longe de casa: seu pensamento ainda estava lá!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Me chamo Anna Daniela Bizzarri, tenho 22 anos, e meu filho Gabriel tem 10 meses. Sou coordenadora de central e tive várias experiências de “culpas”, mas desde que voltei a trabalhar, sempre mantive o mantra “é só uma fase, vai passar”.

Minha adaptação começou quando ele tinha dois meses. Resolvi que poderia aproveitar o tempo em que ele estava dormindo para praticar um esporte e escolhi yoga. Minha mãe aceitou cuidar dele nesse tempo, e logo na primeira aula entrei em desespero: meus peitos cheios de leite e meu pensamento em casa. Liguei várias vezes num período de 1h30 para saber se ele estava bem ou chorou. Foi um choque chegar em casa e saber que ele dormiu o tempo todo e apenas acordou quando eu cheguei.

Treino meu sentimento de culpa todos os dias, para acabar não querendo recompensar de uma forma que prejudique a educação.

Anúncio

FECHAR