Notícias

Retrospectiva: 7 estudos, testes e pesquisas que chamaram a atenção em 2014

Veja alguns resultados divulgados neste ano que merecem ser relembrados

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

As pesquisas científicas ajudam a mover o mundo. É por isso que sempre que uma novidade é publicada pela imprensa e chega às redes sociais, passa a ser difundida na hora. Aqui, 7 resultados de estudos, testes e pesquisas que chamaram a atenção neste ano.

1- Relação que ajuda
De acordo com um estudo piloto realizado pela Universidade da Califórnia, os pais podem ajudar a reduzir significativamente os sintomas de autismo em bebês colocando em prática algumas dinâmicas. O método é conhecido como “Infant Star”, baseado em jogos e brincadeiras.

2- Leitura e gentileza
Um teste realizado por pesquisadores da Universidade de Washington e Lee, nos Estados Unidos, mostrou que ler torna as pessoas mais legais.  O estudo chegou à conclusão de que quando lemos algo que nos toca de alguma forma, acabamos criando empatia pelas personagens da história. E aí, quanto maior a empatia por elas, mais propensos nós ficamos a ajudar as pessoas na vida real.

Anúncio

FECHAR

3- Mais um benefício do leite
Uma pesquisa divulgada no 12º Congresso Euro Fed Lip, em setembro deste ano, aponta que o leite e seus derivados ajudam a reduzir o risco de hipertensão. Cientistas da Universidade Wageningen, na Holanda, chegaram a resultados que mostraram que quem consome diariamente dois copos de leite ou produtos como iogurtes e queijos têm menos riscos de apresentar problemas como derrame ou aterosclerose.

4- Sujeira escondida
Uma pesquisa da Universidade de Birmingham, na Inglaterra, apontou que uma cadeirinha de carro pode ter mais tipos de fungos e bactérias do que um banheiro. Isso ocorre porque o carro costuma ficar fechado com umidade e até migalhas de comida, o que cria o ambiente perfeito para a proliferação de fungos e bactérias. Mas nada de pânico. Basta higienizar a cadeirinha de acordo com as recomendações do produto.

5- Xô, sendentarismo
Pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, chegaram à conclusão de que, a partir dos 30 anos, a falta de atividade física se torna a principal causa de doenças cardíacas entre as mulheres. Então, que tal aproveitar essa pesquisa para se animar e começar 2015 com tudo?

6- Canção de ninar
Um estudo realizado no Meir Medical Center, em Israel, aponta que cantar para o bebê prematuro faz ele se acalmar e ainda melhora a saúde dele e da mãe. A ideia é usar o método canguru (segurando o bebê contra o corpo) combinado com as conhecidas canções de ninar. Isso é uma delícia e ainda pode ajudar a salvar a vida de um recém-nascido.

7- Formando o paladar
Uma revisão de estudos publicados na revista científica Pediatrics, da Academia Americana de Pediatria, mostra que as preferências alimentares das crianças são formadas nos primeiros anos de vida. Ou seja, essa é a fase ideal para oferecer frutas e legumes ao seu filho e evitar as reclamações futuras.