Notícias

Quando a escolinha não está pronta

Angélica Pires, mãe de Rodrigo, sente culpa por que ainda não pode colocá-lo na escolinha

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Meu Diguinho tem apenas 2 ano e ainda continua comigo, em casa! Assim que ele nasceu, em Janeiro de 2011, resolvi me ausentar do trabalho (onde eu exercia a função de assistente fiscal) para ficar em casa, cuidando dele! E confesso que não me arrependo porque eu gosto! Gosto de cuidar da minha casa… Inclusive, enquanto estou em casa, faço do meu blog uma ferramenta de trabalho. Ou seja, mesmo estando em casa cuidando da cria, não deixo de trabalhar e de ter uma renda, por menor que seja!…

Porém, mesmo assim, ficar em casa o dia inteiro cansa (muito) e na maioria das vezes até enjoa! Sem falar que trabalhar fora faz muitíssimo bem para gente! Sair, ver pessoas diferentes, respirar outros ares, ter nosso próprio dinheiro para que possamos comprar o que der telha… Enfim!

Só que, no meu caso é diferente da maioria das mães: a culpa aparece por não o colocarmos na escolinha! Ele adora criança e a gente percebe muita necessidade nele de ter contato com outras crianças! Só que o problema não é falta de vontade… O problema é que a escolinha que escolhemos não matricula crianças menores de 3 anos! Nosso plano é o de colocarmos o Diguinho na escolinha escolhida ano que vem, para que ele possa suprir as necessidades dele e gastar a energia que ele tem (que às vezes até parece não ter fim !)

Anúncio

FECHAR

E enquanto isso não acontece, o jeito é levá-lo a parques onde ele possa encontrar e brincar com outras crianças)