Notícias

Prepare-se para pirar: Menino autista faz desabafo em poema emocionante

Era uma simples tarefa da escola, mas ele surpreendeu

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

poema

(Foto: Reprodução / National Autism Association)

A tarefa de Benjamin, de 10 anos, era escrever um poema intitulado “Eu sou”. A professou passou 18 inícios de frases já prontos, como “eu vejo”, “eu escuto” e “eu sinto”, para facilitar a atividade e criar um caminho pelo qual os estudantes poderiam seguir. Mas, ele foi além da proposta.

Ele tem autismo e fez um poema transferindo para o papel um pouco do que sente por ser considerado diferente. Entre as suas percepções, ele se coloca como “estranho” e “deslocado”, ou então diz que se sente no espaço sideral. A mãe do garoto mandou o poema completo para a página da Associação Nacional de Autismo dos Estados Unidos e a publicação repercutiu.

Leia o que Benjamin escreveu abaixo. Impossível não se emocionar!

Anúncio

FECHAR

“Eu sou estranho, eu sou original

Fico me perguntando se você é assim também

Escuto vozes pelo ar

Sei que você não escuta e isso não é justo

Não quero me sentir triste

Eu sou estranho, eu sou original

Eu finjo que você é assim também

Sinto-me como um garoto no espaço sideral

Preocupo-me com o que os outros podem pensar

Choro quando as pessoas riem, o que me faz sentir menor

Eu sou estranho, eu sou original

Eu entendo agora que você também é assim

Eu digo “sou como um náufrago”

Sonho com o dia em que tudo isso será normal

Tento me encaixar

Espero que um dia eu consiga

Eu sou estranho, eu sou original.”

Leia também

Autismo: a luta para sair do casulo

10 curiosidades sobre o desenho do seu filho

Traduzimos o que quer dizer cada comportamento do seu filho