Notícias

Nossos bebês irão viver 120 anos

Segundo a revista National Geographic nossos filhos viveram mais e melhor

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Em 2012 uma pesquisa feita  no Reino Unido anunciava que um terço dos bebês ingleses viveriam 100 anos e chegariam até, imagine vocês, o século XXII. Este mês, a National Geographic vai além e comemora seu aniversário de 125 anos com quatro capas diferentes, que mostram bebês de etnias diferentes, que viveram não 100 mas 120 anos e ainda por cima, cheios de saúde e energia. A ideia é que, com os avanços da nova ciência da longevidade, será possível tomar atitudes para viver não só uma vida mais saudável, mas também mais longa.

Na reportagem principal, a revista entrevista os atuais centenários e busca descobrir o que faz com que eles vivam por um tempo tão acima da média. Em linhas gerais descobre-se que “ As pessoas que chegam aos 100 anos o fazem porque são mais saudáveis, devido a genética, ao bom senso ou à sorte.”.

Anúncio

FECHAR

O fato é que aqueles que vivem uma média de 80 anos passam muito mais tempo doentes, e começam a ter problemas de saúde muito mais cedo do que os indivíduos que vivem até os 100 anos. Segundo a revista enquanto as pessoas que vivem um período de vida “normal” passam em média 19 anos de sua vida lidando com problemas cardíacos, acidentes vasculares,  diabetes, demência ou câncer, os centenários só enfrentam tais problemas nos últimos 9 anos de sua vida.

 

Leia a reportagem na Revista National Geographic que já está nas bancas ou acesse o site da National Geograhic Brasil.