Notícias

Não sou de ferro, sou apenas mãe

Patrícia Costa, mãe de Luiza e Lucas, sabe que se tem que fazer algo rapidinho, não é por preguiça e sim por cansaço

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Sou contadora e por 12 anos trabalhei em uma indústria de tecido, e não tinha tempo de ser mãe, via meu filho só aos finais de semana praticamente. Falava com ele por telefone por várias vezes ao dia, mas quem ficava com ele era empregada e escola. Em 2009 resolvi sair do serviço, pois ele tinha um problema cardíaco e precisava passar por um procedimento cirúrgico e com a rotina que eu levava, era quase impossível fazer todos os exames e consultas necessárias para o procedimento.

Além disso, me sentia exausta com a rotina de dirigir quase 3 horas para ir e para voltar na marginal entre Suzano e São Paulo. Conclusão, larguei tudo e virei mãe e esposa dedicada, no ano seguinte me sentia sem objetivo e resolvi então fazer psicologia para entender e lidar melhor com meu filho que estava pré –adolescente.

No 3º semestre de psicologia e em tratamento de endometriose a qual o médico dizia que jamais engravidaria novamente, pois eu tinha um grau avançado veio a surpresa, engravidei da Luiza. Aí sim minha vida virou uma loucura, um menino com 12 anos e uma bebê.

Anúncio

FECHAR

Minha rotina é de manhã na faculdade, a tarde mãetorista…rs  escola do filho, curso de inglês etc., depois cozinheira, arrumadeira …, pois só tenho faxineira.

Sinto-me exausta, quando se fala em comida eu sofro ainda mais, pois meu filho quase não come nada e a Luiza está na fase de aprender a comer.

Para completar estou 20 quilos acima do meu peso, então ainda tenho que fazer reeducação alimentar, …rs aí só rindo.

Quando consigo ter tempo para mim já são 3:00 da manhã horário que estudo para as provas.

Então não sinto culpa, quando preciso fazer algo rápido ou até mesmo comprar, afinal não sou de ferro, sou apenas mãe.