Notícias

Mulheres com ovários policísticos têm mais chances de gerar filhos ansiosos

Pesquisa diz que o excesso de hormônios durante a gravidez aumenta a tendência de o bebê desenvolver transtornos de ansiedade e depressão depois de adultos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Mulheres com ovários policísticos têm filhos mais ansiosos

Uma pesquisa conduzida por instituições de vários países, como a Universidade do Chile, a Universidade de Gotemburgo, na Suécia, e a Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, concluiu que mulheres com a Síndrome dos vários Policísticos (SOP) apresentam mais chances de terem filhos que sofrem com excesso de ansiedade. As meninas cujas mães têm essa doença possuem um risco maior de desenvolver síndrome, enquanto Os meninos tendem a sofrer mais com obesidade e diabetes.

O estudo foi realizado com ratos em laboratórios, por isso não é conclusivo, mas os resultados foram publicados recentemente na revista científica “Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS). A Síndrome do Ovário Policístico é uma desordem onde o corpo da mulher secreta hormônios androgênios em excesso e também há alteração na produção de insulina. A SOP afeta 17% das mulheres, que também têm mais chances de desenvolver ansiedade e depressão.

Anúncio

FECHAR

Alguns estudos apontam que mais de 60% das mulheres com SOP desenvolvem transtornos psiquiátricos ao longo da vida, como depressão profunda ou transtornos alimentares. Segundo os cientistas, o excesso de androgênios no útero da mulher que tem SOP afeta a função endócrina dos fetos, o que aumenta a possibilidade de o bebê ser mais ansioso e até depressivo.

Os médicos ainda não sabem ao certo de onde vem a SOP, mas existe a possibilidade de ser uma doença com cunho hereditário, por isso, se você tem casos na sua família, procure um ginecologista para tirar a dúvida.