Notícias

Menina nasce com síndrome rara que deixa sua língua para fora todo o tempo

Ocea Varney passou por uma cirurgia aos 7 meses para corrigir o problema. Doença atinge mais de 13 mil bebês pelo mundo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Ocea e sua mãe, Melaine

Ocea e sua mãe, Melaine

À primeira vista, Ocea Varney, de 18 meses, parece ser um bebê como outro qualquer, fazendo graça e mostrando a língua para as fotos. Na verdade, a menina nasceu com uma síndrome rara que faz a língua crescer demais e ficar para fora. Ocea enfrentava muitas dificuldades para se alimentar e precisou passar por uma cirurgia, de acordo com o tabloide Daily Mail.

O distúrbio congênito, chamado de síndrome de Beckwith Wiedemann, afeta cerca de 13.700 recém-nascidos em todo o mundo. Melanie Varney, mãe de Ocea, conta que já sabia da síndrome da filha desde a gestação, já que o ultrassom mostrou o tamanho da língua da menina. Os médicos garantiram que era possível corrigir o problema. Melanie ainda conta que a língua foi a primeira coisa que ela notou em Ocea.

Ocea, com 18 meses

Ocea, com 18 meses

“Me lembro de o médico dizer: “Olha como ela é bonita, está colocando a língua para fora. Achei bonitinho quando eu vi, mas depois o problema causou complicações graves. Várias vezes, as pessoas disseram que ela estava com sede e ofegante, como se ela fosse um cachorro”, conta Melanie. Aos sete meses, Ocea passou por uma cirurgia para corrigir o problema e continua fazendo acompanhamento no hospital a cada seis semanas.

Anúncio

FECHAR

Melaine também criou um site com ajuda de sua amiga Tricia Surles, que também tem uma filha de dois anos com a mesma síndrome, para informar e ajudar famílias e profissionais da saúde sobre o problema.

Ocea Varney 3