Notícias

Mãe fica revoltada com conselho que filha recebe em hospital depois de apanhar de um menino

Merritt Smith fez um post nas redes sociais explicando sua indignação

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Filha de Merritt com o rosto machucado

Foto: Facebook

A frase que um funcionário do hospital National Children, em Ohio, nos Estados Unidos, falou a uma garota de 4 anos revoltou a mãe dela. “Aposto que ele gosta de você”, disse ele à menina que chegou machucada ao local após ter apanhado de um coleguinha na escola.

A criança está na pré-escola e foi agredida por um aluno de sua classe com um brinquedo de metal e precisou levar pontos no ferimento. Segundo a mãe, a escola e os pais da outra criança lidaram de forma profissional e respeitosa diante do ocorrido.

Leia o post que Merritt Simith fez no Facebook:

Anúncio

FECHAR

“Querido homem na mesa de recepção do hospital Children, tenho certeza de que você não pensou nas consequências da frase quando disse ‘aposto que ele gosta de você’”, desabafou. “Essa frase passa a ideia de que machucar é flertar e começa a receber um tom de comportamento aceitável. Minha filha de quatro anos sabe que não é assim que mostramos que gostamos de alguém. Essa não é uma boa escolha”.

“Naquela mesa, você está em uma posição de influência, percebendo ou não. Você achou que estava tornando o momento mais leve. Está na hora de nos responsabilizarmos pelas mensagens que a sociedade passa para nossas crianças. Não diga para uma menina de quatro anos que precisa levar pontos por ter apanhado de um menino na escola ‘aposto que ele gosta de você’. NÃO”, escreveu.

Com a repercussão do caso, Merritt escreveu mais uma vez na rede social. Ela disse que o comentário é prejudicial sobre o que é aceitável como demonstração de afeto e mostra como a violência contra as mulheres está enraizada em nossa sociedade. “Minha filha teve sua primeira experiência de perder o poder sobre seu próprio corpo, porque, como disseram, alguém gosta dela”.

Segundo ela, o Hospital Nacional Infantil divulgou uma nota de retratação se desculpando e agradecendo pela oportunidade de reformularem a formação contínua de seus funcionários.