Notícias

Homenagem de marido à esposa enfermeira viraliza na web (e não é para menos)

Bobby tirou uma foto da esposa, Rayena, e postou em seu Facebook um depoimento emocionante para ela

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Bobby e Rayena

Enquanto Rayena, uma enfermeira do Alabama, tirava um cochilo com seu filho, seu marido, Bobby, a fotografou descansando. Quando postou a imagem em seu Facebook, ele escreveu um texto homenageando sua esposa de uma forma emocionante e muito sincera. Bobby Wesson fez um relato para contar como é a rotina de sua esposa atendendo casos de emergência todos os dias.

Até agora o post em que Bobby declara sua mulher uma verdadeira heroína tem mais de 700 mil curtidas. “Às vezes, ela vai rir até que ela chore, e às vezes ela só vai chorar – mas independentemente disso, ela vai estar pronta a tempo para seu próximo turno. Minha esposa é uma enfermeira. Minha esposa é uma heroína”, escreveu ele. Rayena passa 14 horas de seu dia trabalhando em um hospital, cuidando de pessoas gravemente feridas por causa de acidentes como incêndios, batidas de carro e outras situações que colocam a vida em risco.

Anúncio

FECHAR

Bobby chamou a atenção de milhares de pessoas depois da publicação e começou a receber mensagens de médicos, enfermeiros e pessoas que já precisaram de atendimento de emergência em algum momento da vida. Bobby disse que Rayena se vê como uma pequena parte de uma grande equipe. “Mas ela é uma grande parte da minha equipe muito pequena e eu sou orgulhoso dela”, finalizou ele. Leia o depoimento na íntegra:

“Esta é a minha esposa tirando um cochilo. Daqui a uma hora, ela irá acordar e se arrumar para o trabalho. Os itens que era precisa para fazer seu trabalho serão reunidos e meticulosamente verificados – o cabelo e a maquiagem rapidamente feitos. Ela vai reclamar que está horrível. Vou discordar enfaticamente e ela vai tomar um copo de café.

Ela vai sentar no sofá com as pernas cruzadas e tentar terminar o café enquanto brinca alegremente com a criança que vai estar em seu colo. Ocasionalmente, ela vai fixamente olhar em como nós falamos; silenciosamente preparando-se para a mudança em curso. Ela acha que eu não percebo.

Ela vai beijar o bebê, vai me beijar e vai sair para ir cuidar de pessoas que estão tendo o pior dia de suas vidas. Acidentes de carro, ferimentos a bala, explosões, queimaduras e ossos quebrados – profissionais, pobres, pastores, viciados e prostitutas – mães, pais, filhos, filhas e famílias – não importa quem você é ou o que aconteceu com você.

Ela vai cuidar de você.

Ela vai voltar para casa 14 horas mais tarde e tirar os sapatos – que andaram sobre sangue, bílis, lágrimas e fogo – de pés doloridos e deixá-los do lado de fora. Às vezes, ela não vai querer falar sobre isso. Às vezes, ela não pode esperar para falar sobre. Às vezes, ela vai rir até que ela chore, e às vezes ela só vai chorar – mas independentemente disso, ela vai estar pronta a tempo para seu próximo turno.

Minha esposa é uma enfermeira. Minha esposa é uma heroína”.

Rayena e o filho do casal

Rayena e o filho do casal