Notícias

Fora do planejado

Pollyana, mãe de Edu, trabalhava em uma empresa legal, e tinha tudo planejado, mas a maternidade sempre surpreende

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Sempre fui super independente, planejada e focada em meus objetivos, inclusive profissionais. Quando engravidei trabalhava numa grande empresa em uma área super interessante, empolgada e com desafios, a qual tinha uma creche modelo para suas funcionárias, ou seja, tudo perfeito para a volta da licença e para que eu retomasse minha carreira.

Daí o Edu nasceu e tudo mudou. Consegui amamentar e seguimos juntos, mesmo com a APLV (alergia a proteína do leite de vaca) e todas suas restrições, mas chegou o dia da adaptação e nada ocorreu como esperávamos: a creche me decepcionou, as doenças vieram e até a APLV voltou.

Tentei varias alternativas, mas chegou o momento da decisão: ou eu parava de amamentar, arranjava uma babá e tentava suportar meu coração apertado tocando a vida deste jeito ou assumiria os riscos e consequências, mas acalmaria meu coração e cuidaria do meu pequeno do meu jeito.

Anúncio

FECHAR

Enfim, me demiti e me tornei mãe em tempo integral, vivo esta experiência com aprendizados e exercícios diários, participo de cada descoberta do meu pequeno. Encaro como uma fase boa que vai passar e rápido demais, tenho que aproveitar, depois o resto será retomado.

Agora que ele fez 1 ano encontrei um berçário que parece atender as minhas expectativas e exigências. Seguimos nesta nova etapa, vou tentar por pequenos períodos e assim que tudo estiver mais encaminhado e estivermos adaptados pretendo retomar minha carreira.

Aprendi que não adianta planejar muito com a maternidade, vamos nos surpreender, até a nós mesmas.

Tudo tem seu tempo e este esta sendo o nosso, com cada dia bem intenso e bem vivido.