Notícias

Descobrindo o que faltava

Gislene Arantes, mãe de Vinícius, conseguiu sair da fórmula quando descobriu que não estava tomando água o suficiente

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

 Gislene mãe de Vinícius participa da campanha Culpa,Não! O tema do mês de Junho é  “Não dou leite comum, dou fórmula”  se você também quiser participar siga a nossa página no Facebook e mande um depoimento sobre o tema do mês para giovanna@revistapaisefilhos.com.br

Sou mãe de primeira viagem do Vinícius, criei um blog para registrar minha aventura como mãe,  e um dos posts que mais fiz foi sobre amamentação.

Acreditava que amamentar era algo simples, bem natural e que seria fácil de fazer bastava vontade e fome do bebê. Porém, não foi bem assim, desde o começo o bebê não pegou bem o seio e tivemos dificuldades na hora de ganhar peso, ele chorava de fome por mais que ficasse o dia todo no seio. Foi quando retornei na pediatra com 15 dias e ela me ensinou novamente como colocá-lo no seio para uma amamentação correta, então fiquei uma semana fazendo certinho a técnica para amamentar e ele ganhou o peso que precisava.

Anúncio

FECHAR

Mas, como sempre temos imprevistos eu fui surpreendida com a falta de leite! A última mamada não era suficiente e novamente aquela aflição de não atender a expectativa do bebê. Foi quando a pediatra me passou a fórmula e sempre na última mamada dava mamadeira. 

Eu busquei alternativas para produzir mais leite, como: canjica, remédio Equilid, água de coco, água, alfafa, etc. Tudo o que me falavam isso aumenta a produção de leite lá estava eu fazendo. Neste período, resolvi colocar uma garrafa de refrigerante de 3 litros de água na geladeira para medir o quanto de água eu estava bebendo e me surpreendi novamente, pois não bebia o suficiente para a produção do leite, foi aí que passei a tomar quase 6 litros de água e água de coco e não precisei mais da fórmula o bebê está com 3 meses e só toma leite do peito agora 🙂