Notícias

Contagem regressiva para o Natal – Dia 22 – Contar as tradições em todo o mundo

Na contagem regressiva para o Natal, todo dia você pode fazer algo novo. Hoje é dia de conhecer o Natal em diversos lugares do mundo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Podemos considerar o Natal como uma das principais celebrações da humanidade. A construção desta festa, da forma que comemoramos, engloba milênios de histórias e tradições de diversos povos do mundo. A festa de Natal, como conhecemos, é fruto da união entre tradições cristãs e outras antigas festividades, como o Natali Solis Invicti, celebrado no Oriente como o dia que o Sol venceu a escuridão, e os Festivais de Inverno, que eram celebrados em dezembro entre diversos povos da Europa.

Leia também

Anúncio

FECHAR

A história do Papai Noel 

Pelo Mundo

Nas celebrações europeias, de raízes cristãs, lembra-se a história do nascimento de Cristo por meio de presépios e manjedouras e pelo hábito de entoar cânticos, decorar árvores com velas e promover feiras natalinas. Foram essas tradições que influenciaram as comemorações em nosso país – trocamos presentes, promovemos grandes ceias e decoramos pinheiros (naturais ou artificiais). “Os costumes europeus anunciavam a primavera que se aproximava, trazendo vida nova aos campos e lavouras, o qual também seria associado a Cristo, como aquele que trouxe vida nova para a humanidade. Os povos cristianizados adotaram estes e outros elementos às suas antigas celebrações, dando assim, origem ao Natal como conhecemos”, explica Leandro Vicenti, pai de Nicolas, que publicou o livro Contos de Natal  (Editora Vale das Letras).

Mas engana-se quem pensa que apenas os cristãos comemoram o Natal. Em países como a China, por exemplo, ele também aparece com velas, flores e lanternas de papel. No Japão, atualmente, após a chegada dos missionários cristãos e do forte impacto da cultura ocidental no país, passou-se a comemorar a data. Houve forte adesão pela população, que já possuía a tradição de trocar de presentes em diversas festividades.

Em outros países da América, as comemorações são muito parecidas com as nossas. O México foca a celebração da data no sofrimento que antecede o nascimento de Jesus, realizando procissões e distribuindo presentes.

Os judeus também possuem uma festividade nessa época, conhecida como Chanucá – para eles, foi nesse período que Moisés recebeu as tábuas com os Mandamentos das mãos de Deus e foi chamado a levar o povo hebreu à sua Terra Prometida.

A Ceia do Natal

Além de ter uma ligação direta com os Festivais de Inverno, a Ceia de Natal é uma representação da Santa Ceia promovida por Jesus com seus Apóstolos. Diversos alimentos têm algum tipo de significado e outros foram sendo inseridos na tradição. Conte para seu filho o significado de cada um desses alimentos:

Bengala doce: este doce, que é consumido exclusivamente no Natal, tem a forma de uma bengala de pastor, o qual é associado a Jesus, que é constantemente chamado de o Bom Pastor. Porém, ao girarmos o doce também vemos a letra “J” que está presente no nome Jesus nas mais variadas línguas;

Peru: típico da América, onde era alimento dos antigos povos que aqui viviam. Tornou-se símbolo após ser adotado pelos imigrantes americanos;

Pernil: prato típico nos Festivais de Inverno entre os povos nórdicos e germânicos. Tem forte presença em locais colonizados por países dessas descendências;

Vinho tinto: consumido por diversos povos durante suas celebrações, tanto no Oriente quanto no Ocidente, passou a representar o sangue de Cristo na Santa Ceia.

Panetone: semelhante ao vinho, o Panetone trouxe a referência do pão dividido na Santa Ceia para a tradição natalina. E com o passar dos anos, essa receita de origem milanesa passou a compor as ceias de diversos países em todo o mundo.

No Brasil, devido a grande quantidade de imigrantes, acabamos por assimilar receitas de diversas partes do mundo.

Feliz Natal!

Depois de saber um pouco mais sobre a riqueza das tradições de natal, que percorrem todo o mundo, brinque com seu filho de fazer saudações (ou tentar – tem algumas formas bem difíceis!) de Natal em outras línguas:

Merry Christmas (Inglês)

¡Feliz Navidad (Espanhol)

Buon Natale (Italiano)

Merīkurisumasu (Japonês)

Shèngdàn jié kuàilè (Chinês)

Frohe Weihnachten (Alemão)

Hyvää Joulua (Finlandês)

Wesołych Świąt (Polonês)

Vrolijk kerstfeest (Holandês)

Kalá Christoúgenna (Grego)

Gleðileg jól (Islandês)

Para saber mais:

Contos de Natal (Editora Vale das Letras). http://www.valedasletras.com.br/public/website/produtos.view.php?210

O livro traz textos e imagens que ajudarão a levar a magia de Natal para suas famílias em uma linguagem bem ao alcance das crianças.

 

Consultoria: Leandro Vicenti, historiador, publicitário e gerente de Marketing da Editora Vale das Letras, pai de Nicolas