Notícias

Andar com as próprias pernas

Tatiana, mãe de Pedro, decidiu abrir o próprio negócio para ter tempo para ficar com o filho

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Trabalhei 7 anos em uma empresa multinacional e sempre valorizei as minhas conquistas profissionais.

Chegou o dia em que eu e meu marido decidimos ter o nosso primeiro filho. Após 7 meses, fomos surpreendidos com a notícia da gravidez. Muito planejada e desejada. Recebemos o Pedro, hoje com 2 anos e meio, com muito amor.

Anúncio

FECHAR

Quando voltei ao trabalho, após minha licença-maternidade (período muito difícil para a maioria das mulheres), fui desligada da empresa.

Refletindo sobre o meu retorno ao mercado de trabalho, já me imaginava tendo pouco tempo com meu filho e marido, pois eu era a primeira a sair e a última a chegar em casa.

Pensei bastante e coloquei na balança o que realmente era importante, voltar ou não a trabalhar fora. Claro que o lado financeiro é importante, pois temos os nossos compromissos como todos, mas poderíamos continuar tendo uma vida confortável.

Foi aí que juntamente com o apoio incondicional do meu marido, resolvemos abrir o nosso próprio negócio, uma loja virtual de presentes criativos.

Adoramos decorar e presentear, então, nada mais adequado do que trabalhar com o que gostamos… Já que podemos escolher!

Meu filho vai à escola, lugar que ele adora ficar desde os seus 7 meses, mas hoje tenho a chance de levá-lo no horário estabelecido por nós e não pretendo tirá-lo, pois acho importante ter essa vivência com outras crianças.

Meu marido continua em seu emprego atual e eu fico responsável pela loja, justamente porque é um empreendimento pequeno e está começando a andar com as próprias pernas!

 Não digo que seja fácil, pois empreender não é, mas é estimulante e desafiador conseguir um lugar ao Sol sem perder a possibilidade de ser dona do seu tempo!