Notícias

A saúde agradece

Marcelle, mãe de de Enzo e Helena, queria que a sua alimentação fosse saudável como a dos filhos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

A gente sempre quer o melhor para os nossos filhos e isso inclui dar o melhor de nós e passar os melhores exemplos. Mas não é 100% das vezes que estamos corretas ou somos o melhor exemplo a seguir.

Aqui, quando falamos sobre alimentação, muitas vezes digo “não faça como eu faço”… Digo isso porque me preocupo mais com a alimentação dos meus filhos do que com a minha própria. Não quero que comam frituras, extrapolem nos doces, se entupam de fast food, toquem um copo de suco pelo refrigerante ou tenham uma alimentação desregrada e não balanceada. Vejo que meu filho prefere muitas vezes uma fruta a um doce e isso me enche de alegria. Percebo que tenho passado a eles o que entendo como correto e saudável, mas nem sempre isso é o que faço por mim. A vida corrida muitas vezes não deixa com que eu me preocupe da mesma maneira com minha alimentação. 

Não como muitas frituras ou fast food, não me entupo de bolachas recheadas e adoro frutas, mas não sou o melhor exemplo em relação aos doces e refrigerantes. Ai vem o sentimento de culpa, porque sabemos que por enquanto são pequenos e não nos questionam muito, mas e quando crescerem? Os exemplos pesarão mais que palavras… Aí, chego à conclusão que eu deveria então me espelhar neles e naquilo que desejo pra eles: transformar as palavras e regras em exemplos a serem seguidos. A saúde agradece!

Anúncio

FECHAR