Notícias

A barriga real de Kate

Depois do parto é normal que a mulher fique com o abdômen inchado

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O cenário pode parecer o de um conto de fadas: Uma bela família, com uma radiante e serena mãe, um bebê saudável, um pai orgulhoso, todos sorridentes. Mas, calma! Olhe melhor. Até mesmo a realeza passa pelas mesmas coisas básicas que qualquer outra mãe. Nas fotos, Kate ostenta a barriguinha com aquele volume normal e esperado em toda mulher que acabou de ter um bebê. Que bom!

E se os fotógrafos de plantão esperavam apenas uma cena perfeita, bem, a realidade é essa. E a verdade é que o momento não deixa de ser digno de capa de revista por isso. O que deveria surpreender é o fato de muita gente não saber que a barriga fica expandida após o parto.

Anúncio

FECHAR

A volta do abdômen ao normal acontece lenta e gradativamente e depende de vários fatores como tamanho do bebê, ganho de peso da gestante ao longo da gravidez, o tipo de parto e até mesmo se é primeira ou segunda gravidez. No caso da cesárea, por exemplo, é esperado o inchaço abdominal maior causado pela cirurgia.

O ginecologista e obstetra do Hospital Samaritano, Dr. Edilson da Costa Ogeda, pai de Filipe e Beatriz, explica que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a barriga aparente não é o útero que está expandido, mas sim a pele e toda a parede abdominal que se distendeu ao longo da gestação.

“A aparência não condiz com o tamanho do útero. Algumas mulheres mesmo após 30 dias do parto ainda estão com uma barriga um pouco acentuada e o útero já voltou ao normal. Ao redor de 28 a 30 dias após o parto o útero se contrai”, explica.

Para voltar a ter a barriga de antes da gestação é preciso paciência. Atividade física ajuda a voltar à antiga forma, mas só pode ser feita 40 dias após o parto. A boa notícia é que a amamentação, além de oferecer todos os benefícios ao bebê, também ajuda o útero a voltar ao tamanho original.

E se você já pensou no uso da cinta, esqueça. O médico explica que é ilusão acreditar que o acessório, ainda mais em caso de parto normal, vai te ajudar a voltar à forma. É apenas indicado no caso de mulheres obesas que fizeram cesariana e, por causa do excesso de pele, podem ter queda do abdome na região do corte e ter o risco de infecção aumentado.

Resumindo, o que vale mesmo é seguir uma dieta balanceada; atividades físicas a partir dos 40 dias e vida normal, sem neura! Você mesmo viu que isso faz parte da realidade até mesmo em famílias que parecem saídas de conto de fadas.