Mais

Um peito de cada vez

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

A ordem dos seios não é só um detalhe. Da próxima vez que seu filho for mamar, você deve começar pelo último peito. Se foi o esquerdo, dê o esquerdo em primeiro lugar. Isso porque alguns bebês podem demorar mais de uma mamada para esgotar o conteúdo da mama, chegando ao chamado leite posterior em uma segunda mamada, que é o mais concentrado e mais gorduroso.


Para ajudar você a se lembrar qual seio deu por último, a Pais & Filhos criou um aplicativo que permite você registrar em que peito o bebê mamou e durante quanto tempo. No primeiro seio, nos 10 a 15 minutos iniciais, o leite produzido é mais diluído, com baixa concentração de gorduras. À medida que a criança suga e esvazia o seio, aparece o chamado leite posterior. Isso acontece porque a ociticina, um dos hormônios vinculados à amamentação, vai sendo liberada conforme a criança mama, aumentando a quantidade de gordura e alterando o sabor da mamada. Às vezes, o bebê está mamando há uns cinco minutos e de repente engasga: isso porque a ocitocina entrou em ação e provocou a descida de uma quantidade maior de leite, provocando também um aumento da concentração de gordura na segunda mama. Deixe seu filho mamar até soltar o peito espontaneamente e, só depois, ofereça a segunda mama.

Consultoria: Cristina Ornelas Peralta, mãe de Clara, Lucas e Pedro, é fonoaudióloga; Maria Beatriz Reinert do Nascimento, mãe de Eduardo, é Membro do Departamento Científico de Aleitamento Materno da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria); Viviane Monteiro, mãe de Pedro, é ginecologista e obstetra.

Anúncio

FECHAR

Pais&Filhos TV